Black Friday 2020 será histórica, indica estudo da Google

Pesquisas recentes indicam que a intenção de compra na Black Friday 2020 será maior em comparação ao último ano. Saiba mais!

A Black Friday 2020 será bem maior do que a do ano passado, segundo dados do Google. Setores que historicamente não registravam picos na data, como “alimentos e bebidas”, cresceram de 23% a 40% nas pesquisas. Enquanto isso, as categorias mais procuradas nas semanas anteriores às promoções apresentaram aumentos entre 22% e 51%.

Descontos e frete grátis

Os recordes de busca não se restringem apenas a produtos. Afinal, pesquisas relacionadas a termos como “cupom” e “cashback” tiveram um salto de 30% e 74%, respectivamente. Ofertas com frete grátis também estão na mira do consumidor: em julho deste ano, a procura pelo termo já era 118% maior do que no mesmo período em 2019.  

Consumidor mais cauteloso

Consumidores estão pesquisando mais na Black Friday 2020
Pexels/Reprodução

Segundo o Estadão, a diretora de negócios para o Varejo do Google Brasil, Gleidys Salvanha, esclareceu que esse crescimento não se refere a compras antecipadas. Segundo ela, as pessoas estão mais cautelosas e preocupadas em pesquisar preços baixos antes mesmo da Black Friday 2020.

Leia também

Mercado Bitcoin paga rendimentos do Vasco Token

Banco Central da Suécia conclui primeira fase de teste de…

Sobre a alta expectativa de venda para novembro, Saldanha comentou que “a data tem acontecido há mais tempo e o consumidor tem ficado mais maduro”. Para a diretora, trata-se de um crescimento lógico. “Olhando o patamar que as buscas chegaram, não faz sentido cair”.

Black Friday 2020: produtos em alta

omem com celular
Pexels/Reprodução

Os números indicam que a Black Friday 2020 será histórica, mas quais são os principais alvos desse interesse elevado? Na última sexta-feira (23), a CNN Brasil Business divulgou uma resposta para essa pergunta, indicando as categorias mais procuradas pelos consumidores.

Em sua análise, foram utilizados dados da pesquisa do Google e de um estudo realizado pelo Instituto IPSOS, que mede a intenção de compra para a data. Confira abaixo a relação divulgada pelo site:

  • Tecnologia: a categoria será campeã novamente, com 62% das pessoas interessadas em comprar smartphones, tablets, alto-falantes inteligentes e smartwatches;
  • Eletrodomésticos: produtos como geladeiras, fogões e máquinas de lavar vão atrair 59% dos consumidores, ocupando o segundo lugar;
  • Moda: a categoria fecha o pódio por muito pouco, com 58% do interesse;
  • Beleza: para este setor a intenção de compra também é positiva, chegando a 54%;
  • Móveis, Casa e Decoração: segundo a CNN, 48% das pessoas vão investir em itens para o lar.

Sobre os resultados, o site comentou que “a comparação entre a projeção de 2020 e o dado consolidado do ano passado mostra que não houve mudanças substanciais no que os consumidores procuram na Black Friday”. No entanto, assim como a Google, o veículo reconheceu o crescimento da intenção de compra em relação aos anos anteriores.

Fonte Isto É CNN
Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes