Trader: saiba o que ele faz e o que é preciso para se tornar um

Trader: saiba o que ele faz e o que é preciso para se tornar um

O trader age de acordo com a instabilidade da bolsa, lidando com riscos diariamente. Entenda a seguir como funciona a atividade.

A possibilidade de ganhar uma boa quantia de dinheiro em um único dia em operações na Bolsa de Valores atrai pessoas para a atividade do trader. No entanto, se deve ter em mente que também há chances de perder uma boa quantia de dinheiro em um dia. Isso porque o trader age de acordo com a instabilidade da bolsa, lidando com riscos diariamente.

Há diversos conteúdos nas redes sociais sobre as operações desse tipo de investidor, mas podem surgir dúvidas sobre as reais chances de sucesso nessa carreira. Entenda a seguir como funciona a atividade.

O que é trade é como funciona?

A palavra “trade” significa comércio ou negócio, na tradução literal. Então, a princípio podemos entender a figura do trader como um negociante.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No meio do mercado financeiro, o termo trade está relacionado às transações na bolsa de valores. Ao passo que, trader é aquele que realiza essas transações a curto prazo em seu dia a dia.

Sendo assim, esse investidor se aproveita da volatilidade do mercado para lucrar com operações. Buscando ganhos com a compra e venda de ações e outros tipos de ativos negociados na Bolsa.

O trader pode comprar um ativo e vendê-lo em questão de horas ou minutos. Esse prazo varia de acordo com as tendências do mercado.

Quais os tipos?

Em seguida, vale ressaltar que há diferentes estratégias para as operações do trader. Conheça alguns perfis de negociação:

  • Day trader: nome dado para quem faz negociações que começam e terminam em um mesmo dia. As quais acontecem em horas ou minutos, sendo baseadas em projeções de curto prazo para o mercado financeiro
  • Scalper trader: o termo vale para quem faz transações de compra e venda de ativos em poucos minutos ou segundos.
  • Swing Trader: nesse tipo as operações podem durar em média um semana, com o objetivo de manter a posição dos papéis nesse prazo;
  • Position Trader: nesse caso o objetivo é manter um ativo por semanas, ao menos por um mês.

O que é preciso para ser um trader?

Em princípio, para ser um trader é necessário ter conhecimento sobre o mercado financeiro, sobre seu funcionamento e formas de analisá-lo. Como é o caso de realizar a análise técnica, comumente usada por esses investidores e que se baseia no estudo do mercado a partir exclusivamente do preço da ação. O foco é prever a tendência de preços, se o ativo vai aumentar ou diminuir de valor.

Além disso, é importante ter organização financeira sobre as próprias finanças, de modo a ter uma reserva financeira para emergências e oportunidades. Ao passo que, o fator emocional também deve ser levado em consideração, afinal o investidor lida com riscos em seu dia a dia, e possíveis perdas podem desestabilizar o psicológico.

Então, para ser um trader também é preciso lidar com o gerenciamento de risco, buscando diversificar os investimentos para minimizar perdas e definindo os momentos de entrada e saída de ativos.

Quanto ganha?

Os ganhos do trader variam muito de um investidor para outro. Isso porque há diferentes tipos de estratégias. O volume aplicado também influencia nesse resultado.

É possível viver de trade?

Pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgada este ano, analisou 98.378 pessoas que começaram a fazer operações de day-trade em ações no Brasil entre 2013 e 2016, e operaram até 2018. Do total, apenas 127 traders conseguiram o lucro bruto médio maior que R$ 100 reais por dia por mais de 300 pregões. Isso representa apenas 0,1% dos day-traders analisados.

Ademais, a pesquisa também mostrou que a maioria (99,43%) não persistiu com a atividade até o final do período visto ou começou a realizar transações com baixa frequência. Sendo assim, apenas 554 continuaram com a atividade até o fim do período. Para eles, o resultado foi em média R$ 49 de prejuízo a cada dia.

Então, é necessário ter em mente que as chances de sucesso na atividade são baixas. Para quem quer começar, vale ter uma reserva de emergência, entendo que o dia a dia é instável. Outra dica é estudar bastante o mercado financeiro e pesquisar diferentes plataformas de operação. Por fim, também vale começar com operações mais simples.

 

Leia também:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes