Black Friday 2020, varejo pode crescer 3% em novembro

Varejo pode crescer 3%

A expectativa da Fecomercio SP é que a Black Friday 2020 faça crescer até 3% o volume de vendas em novembro

A FecomercioSP prevê aumento de até 3% nas vendas do comércio varejista em novembro comparada ao mesmo período do ano passado, apostando na Black Friday 2020. As altas devem vir dos setores de supermercados e materiais de construção.

Black Friday 2020 ajudará economia

Há expectativa por parte de lojistas, uma vez que o ano foi seriamente afetado por conta da pandemia de coronavírus. Segundo a entidade, o aumento deve ser puxado pela Black Friday 2020, que acontecerá no dia 27 de novembro.

Além das próprias vendas que a data inspirada no modelo americano trouxe, o foco estará em analisar o período como um termômetro para as compras de Natal.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A Fecomercio SP está otimista para esta data também. É esperado registro de crescimento este ano, mas mesmo assim, se as previsões se confirmarem, o varejo terminará o ano com queda de 3%.

Mesmo com queda, o cenário ainda é melhor que o planejado no início da pandemia no Brasil.

Ainda que sejam positivas as previsões a respeito da Black Friday 2020, a FecomercioSP avalia que a abertura gradativa dos estabelecimentos não será suficiente para recuperar as perdas.

Saiba mais: Como se preparar para as compras em novembro

Em nota, a entidade informou que o “grau de incertezas em relação à economia ainda é grande, principalmente em relação às variáveis de emprego e renda”.

Para dar fôlego no faturamento da Black Friday 2020, a FecomercioSP orienta os estabelecimentos para criarem planos e situações onde o cliente seja beneficiado. Algumas ideias são programas de fidelização além do bom e velho desconto.

Ainda a entidade deixa um alerta para os comerciantes não comprometerem as margens de lucro. Segundo a FecomercioSP “é preciso mensurar custos, checar o estoque antecipadamente e planejar a gestão de fornecedores para, só então, estipular os descontos que podem oferecer”.

A entidade explica que correr o risco de vender a preços muito baixos para atrair a demanda da Black Friday 2020 pode trazer prejuízos depois que a data passar.

Uma das dicas é dar descontos na Black Friday 2020 a produtos que estão parados ou com baixo giro. Outra dica é sobre o frete grátis. Em tempos normais, essa é uma concessão útil, mas em um ano de dificuldades, este pode ser um custo pesado demais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes