9 anos sem Amy Winehouse: relembre a vida da cantora

Cantora britânica morreu aos 27 anos, por consumo excessivo de álcool. Nas redes sociais, dia é de homenagens a uma das vozes mais marcantes do soul e do jazz.

Hoje, nas redes sociais, o dia está sendo dedicado às homenagens à cantora Amy Winehouse, que morreu há exatos nove anos, aos 27 anos, vítima do consumo excessivo de álcool. Os excessos, aliás, marcaram a carreira da jovem britânica, uma das vozes mais impactantes do cenário musical mundial.

No Twitter, a mãe de Amy, Janis Winehouse, postou a foto de par de sapatos altos Christian Louboutin ao lado de uma vela, com os dizeres “Love Janis Xxx”.

 

Mãe de Amy postou par de sapatos da marca Louboutin e uma vela (Foto/Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No Instagram, o pai, Mitch Winehouse, agradeceu aos fãs pelas mensagens enviadas e dizendo que todos ficaram emocionados e alegres. Ontem, ele já havia dito que seria uma “semana difícil” e que a Amy Foudantion estava trabalhando em novo projeto, mas não de mais detalhes. “Amy nos ensina a cuidar um do outro”.

Mitch Winehouse homenageou a filha e agradeceu aos fãs (Foto/Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vários fãs lembraram a trajetória de Amy Winehouse, postando vídeos e fotos de momentos marcantes, como na premiação do Grammy 2008, quando foi anunciada pelo ídolo, Tony Bennet, como a vencedora da música do ano, com Rehab, ou ainda, em vídeo caseiro,  ao cantar no aniversário de 14 anos de uma amiga.

Amy Winehouse
Amy Winehouse teve ascensão meteórica no cenário musical (Foto/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando Amy Winehouse morreu?

Contudo, a cantora foi encontrada em casa, no dia 23 de julho de 2011. O laudo médico atestou “morte acidental” após consumir 416 mg de álcool por 100 ml de sangue, quantidade cinco vezes maior do que a taxa de permissão para dirigir na Inglaterra, que é de 80 mg.

Amy Winehouse biografia

Amy Jade Winehouse nasceu no dia 14 de setembro de 1983, na suburbana Southgate, bairro de Londres e vivia com os pais, Mitch e Janis e o irmão, Alex. A música, principalmente o soul e o jazz sempre fizeram parte da vida familiar.

Em 2002, já se apresentava e, no ano seguinte, gravou “Stronger Than Me”, single lançado no dia 6 de outubro. Em 2004 lançou “Take the Box” que também teve boa repercussão. Mas foi em 2006 que a carreira alcançou projeção inimaginável para jovem britânica. Com “Back to Black”, sendo sucesso meteórico de público e crítica.

Todos queriam saber quem era a garota que cantava a melancolia de amor perdido com tanta propriedade. No entanto, Amy Winehouse também ganhou holofotes da mídia e seus excessos com álcool e drogas acabaram se tornando um mórbido atrativo.

Polêmicas da cantora

De fato, por várias vezes foi flagrada bêbada pelas ruas ou em discussão com o marido, Blake Fielder-Civil. De 2007 a 2009, enfrentou ainda a Justiça por acusações de agressão. A artista chegou a passar temporada na ilha de Santa Lúcia, no Caribe, registro que faz parte do documentário “Amy”, em que o pai chega com equipe de TV, em momento que a filha pedia privacidade.

Amy Winehouse esteve no Brasil em 2011, poucos meses antes de sua morte e fez shows no Rio de Janeiro em São Paulo. A cantora morreu na idade de outros ícones da música, assim como Jimi Hendrix, Kurt Cobain e Janis Joplin.

Amy Wihouse – músicas mais famosas

Certamente, a cantora possui uma série de canções que marcaram sua carreira, mas o DCI aproveitou para reunir cinco dos grandes sucessos da britânica.

Back to black – Amy Winehouse

 

You Know I’m No Good

Rehab – Amy Winehouse

Tears Dry On Their Own

 

Love Is A Losing Game – Amy Winehouse

- continue lendo -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes