Anitta orienta sobre em quem votar: ‘opções que representem a minoria’

Cantora recomendou “tentar procurar opções que representem a minoria na política: mulheres, indígenas, negros, LGBTQ+, jovens”.

Anitta falou sobre as eleições municipais, marcadas para este domingo (15). Em seu Twitter, reforçou a importância do voto consciente. Para isso, incentivou buscar detalhes sobre o histórico dos candidatos, o partido e quais causas apoiam. “Mas lembrando que eu não vou fazer campanha pra ninguém. Até porque conhecer mesmo só conheço minha própria sombra. É pra pesquisar as pessoas”, escreveu.

Quais foram as recomendações da Anitta?

Numa sequência de publicações no Twitter, nesta sexta-feira (13), a cantora incentivou que as pessoas saibam mais detalhes sobre os candidatos para prefeito e vereador. “Lembra quando falei pra anotar o nome da galera que se coloca a favor do garimpo, retirada do direito dos músicos etc…. então… vamos buscar essas pessoas, ver quem se associa a elas e garantir que estejam longe das nossas opções de voto”, opinou.

Uma das recomendações da Anitta é levar em conta o partido. “Normalmente quem está atrelado a chapas que possuem a mesma linha de pensamento que o atual presidente do país, por exemplo, são menos preocupados com questões ambientais e sociais… e mais pra essa linha “conservadora bla bla bla”. Vamos tentar procurar opções que representem a minoria na política: mulheres, indígenas, negros, LGBTQ+, jovens.”

Ela reforçou que esses cuidados não garantem que o político seja bom caráter ou cumpra bem o seu trabalho, “não sou maluca da cabeça”. Mas é uma maneira de tentar buscar melhores opções.

Eleições

As eleições municipais foram afetadas pela pandemia de Covid-19. Estavam programadas para outubro e serão realizadas no dia 15 de novembro e, onde houver segundo turno, no dia 29 do mesmo mês. Os eleitores podem comparecer às urnas de 7h às 17h, sendo que o período entre 7h e 10h é preferencial para quem tem mais de 60 anos, integrando o grupo de risco da doença.

Na hora da votação, deve-se apresentar o documento ao mesário (que não vai manuseá-lo) e assinar a lista de votação, preferencialmente com uma caneta própria que trouxe de casa. Em seguida, higieniza-se as mãos com álcool e se dirige à urna para depositar o voto. Após votar, higieniza-se novamente as mãos com álcool.

Para reduzir as filas, nessas eleições não será feita a identificação do eleitor por meio da biometria, método que torna o tempo de votação 70% maior, segundo o TSE.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.