Ex-BBB Felipe Prior: Polícia conclui inquérito sem indiciamento

O ex-bbb Felipe Prior é cotado para participar da A Fazenda 2020, prevista para setembro. 

A 1ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo concluiu, nesta quarta-feira (5), que não houve crime nas denúncias feitas contra o ex-bbb Felipe Prior. Assim, decidiu por não indiciar o arquiteto no inquérito policial que investigava supostos casos de violência sexual. A apuração do caso foi conduzida pela delegada Maria Valéria Pereira Novaes.

O ex-bbb Felipe Prior é cotado para participar da A Fazenda 2020, prevista para setembro.

Agora, o inquérito foi encaminhado ao MP-SP (Ministério Público de São Paulo), que decidirá pelo arquivamento ou não da investigação.

Investigação – ex-bbb Felipe Prior

A investigação então teve início no dia 8 de abril. Em 17 de março, uma notícia crime foi protocolada pela advogada Maíra Pinheiro, representando três mulheres – duas acusaram Prior de estupro e, a terceira, de tentativa de estupro.

O inquérito policial foi instaurado em 8 de abril, 4 dias após a revista Marie Claire divulgar denúncias de três mulheres que teriam sofrido violência sexual. Segundo as acusações, os casos teriam acontecido entre os anos de 2014 e 2018. Contudo, Prior sempre negou as acusações.

Além de Prior, todas as supostas vítimas e 11 testemunhas foram ouvidas pela delegada. O relatório da polícia já foi encaminhado para o juiz do caso que dará vistas ao Ministério Público.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.