Ex-BBB Felipe Prior: Polícia conclui inquérito sem indiciamento

O ex-bbb Felipe Prior é cotado para participar da A Fazenda 2020, prevista para setembro. 

A 1ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo concluiu, nesta quarta-feira (5), que não houve crime nas denúncias feitas contra o ex-bbb Felipe Prior. Assim, decidiu por não indiciar o arquiteto no inquérito policial que investigava supostos casos de violência sexual. A apuração do caso foi conduzida pela delegada Maria Valéria Pereira Novaes.

O ex-bbb Felipe Prior é cotado para participar da A Fazenda 2020, prevista para setembro.

Agora, o inquérito foi encaminhado ao MP-SP (Ministério Público de São Paulo), que decidirá pelo arquivamento ou não da investigação.

Investigação – ex-bbb Felipe Prior

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A investigação então teve início no dia 8 de abril. Em 17 de março, uma notícia crime foi protocolada pela advogada Maíra Pinheiro, representando três mulheres – duas acusaram Prior de estupro e, a terceira, de tentativa de estupro.

O inquérito policial foi instaurado em 8 de abril, 4 dias após a revista Marie Claire divulgar denúncias de três mulheres que teriam sofrido violência sexual. Segundo as acusações, os casos teriam acontecido entre os anos de 2014 e 2018. Contudo, Prior sempre negou as acusações.

Além de Prior, todas as supostas vítimas e 11 testemunhas foram ouvidas pela delegada. O relatório da polícia já foi encaminhado para o juiz do caso que dará vistas ao Ministério Público.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes