Gabriel Diniz: mau tempo e erro do piloto foram motivos de queda do avião

Relatório da FAB informou que condições meteorológicas desfavoráveis e indisciplina de piloto levaram à queda do avião que transportava o cantor Gabriel Diniz, em maio de 2019.

O relatório do Centro de  Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da FAB, aponta que condições meteorológicas adversas e indisciplina do piloto levaram à queda da aeronave que transportava o cantor, Gabriel Diniz, morto aos 28 anos em maio de 2019. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (29).

No acidente, além de Gabriel Diniz, morreram também Linaldo Xavier e Abraão Farias, ambos pilotos, mas, segundo a Cenipa, somente Xavier estava exercendo a atividade e teria tomado atitudes consideradas erradas durante a operação da aeronave. De acordo ainda com texto, o piloto não avaliou adequadamente as condições para o voo, mesmo com circunstancias meteorológicas desfavoráveis.

Motivos da queda, de acordo com o relatório

O acidente aconteceu no povoado Porto do Mato, no município de Estância, em Sergipe, no dia 27 de maio de 2019. Segundo o relatório divulgado ontem, os motivos para a queda se deram por conta de : atitude, condições meteorológicas adversas, indisciplina de voo, julgamento de pilotagem, planejamento de voo e  processo decisório.

O levantamento apontou ainda que a aeronave não estava equipada com radar meteorológico e não era certificada para voar sob Regras de Voo por Instrumentos (IFR), sendo autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) operar sem Condições de Voo Visual (VMC). O piloto que conduzia a aeronave no momento do acidente, Linaldo Xavier, tinha tinha 83h50m de experiência de voo e possuía licença de Piloto Privado – Avião (PPR), em curso realizado no Aeroclube de Alagoas, em 2017, e estava com a habilitação de Avião Monomotor Terrestre (MNTE) válida. Porém, ele estava somente qualificado para realizar o voo em rota em condições estritamente visuais. Além disso, segundo a investigação, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) chegou a conclusão que o avião  realizava táxi aéreo de forma irregular, autuando, assim, o Aeroclube de Alagoas – dono da aeronave.  

Gabriel Diniz estava no auge da carreira

O cantor Gabriel Diniz tinha 28 anos e nasceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Originalmente do forró, começou a transitar entre o sertanejo de forma natural. Na época do acidente, Gabriel estava colhendo os louros do estrondoso sucesso “Jenifer”, hit do verão 2019. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topos das paradas de todo o Brasil.

Antes de “Jenifer”, Gabriel Diniz já havia alcançado recorde de visualizações no Youtube com a música “Paraquedas”, com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações ) e “Acabou, acabou”, com Wesley Safadão (62 milhões).

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.