Gabriel Diniz: mau tempo e erro do piloto foram motivos de queda do avião

Relatório da FAB informou que condições meteorológicas desfavoráveis e indisciplina de piloto levaram à queda do avião que transportava o cantor Gabriel Diniz, em maio de 2019.

O relatório do Centro de  Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da FAB, aponta que condições meteorológicas adversas e indisciplina do piloto levaram à queda da aeronave que transportava o cantor, Gabriel Diniz, morto aos 28 anos em maio de 2019. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (29).

No acidente, além de Gabriel Diniz, morreram também Linaldo Xavier e Abraão Farias, ambos pilotos, mas, segundo a Cenipa, somente Xavier estava exercendo a atividade e teria tomado atitudes consideradas erradas durante a operação da aeronave. De acordo ainda com texto, o piloto não avaliou adequadamente as condições para o voo, mesmo com circunstancias meteorológicas desfavoráveis.

Motivos da queda, de acordo com o relatório

O acidente aconteceu no povoado Porto do Mato, no município de Estância, em Sergipe, no dia 27 de maio de 2019. Segundo o relatório divulgado ontem, os motivos para a queda se deram por conta de : atitude, condições meteorológicas adversas, indisciplina de voo, julgamento de pilotagem, planejamento de voo e  processo decisório.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O levantamento apontou ainda que a aeronave não estava equipada com radar meteorológico e não era certificada para voar sob Regras de Voo por Instrumentos (IFR), sendo autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) operar sem Condições de Voo Visual (VMC). O piloto que conduzia a aeronave no momento do acidente, Linaldo Xavier, tinha tinha 83h50m de experiência de voo e possuía licença de Piloto Privado – Avião (PPR), em curso realizado no Aeroclube de Alagoas, em 2017, e estava com a habilitação de Avião Monomotor Terrestre (MNTE) válida. Porém, ele estava somente qualificado para realizar o voo em rota em condições estritamente visuais. Além disso, segundo a investigação, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) chegou a conclusão que o avião  realizava táxi aéreo de forma irregular, autuando, assim, o Aeroclube de Alagoas – dono da aeronave.  

Gabriel Diniz estava no auge da carreira

O cantor Gabriel Diniz tinha 28 anos e nasceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Originalmente do forró, começou a transitar entre o sertanejo de forma natural. Na época do acidente, Gabriel estava colhendo os louros do estrondoso sucesso “Jenifer”, hit do verão 2019. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topos das paradas de todo o Brasil.

Antes de “Jenifer”, Gabriel Diniz já havia alcançado recorde de visualizações no Youtube com a música “Paraquedas”, com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações ) e “Acabou, acabou”, com Wesley Safadão (62 milhões).

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes