PC Siqueira diz que está vivendo de doações de fãs após acusações

O youtuber usou o Instagram para pedir doações aos seus seguidores. PC Siqueira voltou às redes após um período afastado.

O youtuber PC Siqueira publicou uma série de stories no Instagram nos últimos dias dando a entender que está vivendo apenas de doações de dinheiro de seus seguidores. Em junho, PC se envolveu em acusações de pedofilia, que hoje correm em segredo de justiça, e acabou perdendo patrocinadores.

PC Siqueira pede doações

Nas imagens, PC Siqueira informa seus dados bancários e pede a colaboração dos seguidores com quantias em dinheiro. O influenciador conta que está pagando suas contas somente com o apoio daqueles que gostam de seu trabalho.

Em uma foto publicada com seu cachorro, ele escreveu: “Para quem puder contribuir na causa da minha existência. Estou pagando minhas refeições e contas exclusivamente com doação de quem gosta do meu trabalho. Lives diárias e vlogs semanais”.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Prints pc siqueira
PC Siqueira compartilhou prints de doações recebidas (Foto: Reprodução/Instagram)

PC Siqueira compartilhou ainda um link para doações através de uma plataforma e, em seguida, prints de alguns seguidores que deram sua contribuição. Em uma das fotos, uma fã diz que enviou R$20 e PC escreveu que a quantia havia ajudado a pagar sua conta de celular.

Em outra imagem, o youtuber revela que usou uma doação de R$50 feita por um seguidor para comprar uma pizza.
Há algumas semanas, PC Siqueira voltou a produzir conteúdos para suas redes sociais e Youtube. Apesar da perda de patrocínios, os vídeos continuam a bater mais de 1 milhão de visualizações, mas seguem com a função de comentários fechada.

Youtuber ficou afastado nas redes sociais

PC Siqueira se afastou das redes sociais após o vazamento de conversas onde era acusado de pedofilia. O conteúdo foi publicado por uma conta anônima no Twitter, que na época estava expondo situações envolvendo famosos da cena emo.

A acusação está sendo investigada pela Delegacia de Proteção à Pessoa, segundo o portal G1, e segue em segredo de justiça até o momento.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes