Quem é Elliot Page, o ator trans que entrevistou Bolsonaro e mudou de nome

Antes conhecido como Ellen Page, já teve indicações ao Globo de Ouro e Oscar, e conversou com Jair Bolsonaro sobre o tema homofobia.

Elliot Page, antes conhecido como Ellen Page, anunciou que é transgênero. “Meus pronomes são ele/they (pronome neutro em inglês). Eu me sinto sortudo por poder escrever isso. Por estar aqui. Por ter chegado neste ponto da minha vida”, comentou. O ator canadense de 33 anos já teve indicações ao Globo de Ouro e Oscar, e deve reaparecer nas telas em nova temporada de série da Netflix. Em 2016, conversou com o presidente Jair Bolsonaro sobre homofobia.

Quem é Elliot Page?

O ator anunciou ser gay, em 2014. “Eu estou cansado de me esconder e estou cansado de mentir por omissão”. Em 2018, casou-se com a coreógrafa Emma Portner, que é uma importante defensora dos direitos LGBT.

Viveu a protagonista do filme “Juno”, em 2008, que levou às suas indicações aos prêmios mais importantes da área artística. Também faz parte do elenco da saga “X-Men”. Deve voltar a aparecer na terceira temporada de “The Umbrella Academy”, já confirmada pela Netflix.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No comunicado sobre a mudança de nome, escreveu que sente “enorme gratidão pelas pessoas incríveis que o apoiaram nessa jornada”. “Eu me sinto infinitamente inspirado por tantos na comunidade trans. Obrigado por sua coragem, sua generosidade, e por trabalhar incessantemente para fazer deste mundo um lugar mais inclusivo e compassivo. Eu sempre oferecei qualquer apoio que eu puder dar à comunidade, e continuarei lutando por uma sociedade mais amorosa e igualitária.”

Elliot Page ainda comentou sobre a realidade violenta e os preconceitos. “Para os líderes políticos que lutam para criminalizar o atendimento de saúde às pessoas trans, negando o nosso direito de existir, e para todas as pessoas que continuam usando suas plataformas enormes para falar coisas hostis às pessoas trans: vocês têm sangue em suas mãos. Vocês incentivam uma onda de ódio vil e humilhante que cai sobre os ombros da comunidade trans, onde 40% dos adultos já tentaram suicídio. Chega! Você não está sendo ‘cancelado’, está machucando pessoas. Eu sou uma dessas pessoas, e nós não ficaremos calados diante desse tipo de ataque.”

Elliot Page em entrevista com Bolsonaro

Em 2016, Elliot Page entrevistou o então deputado federal Jair Bolsonaro para a série documental Gaycation, do canal Viceland, sobre declarações polêmicas dele, como “ter filho gay é falta de porrada”. Na ocasião, o atual presidente do Brasil disse que não é homofóbico.

O ator contou a Bolsonaro que era gay e perguntou, então, se deveria ter sido espancado quando criança. “Eu não vou olhar para a tua cara e dizer que você é gay, para mim não interessa”, respondeu. “Muito simpática. Se eu fosse cadete militar das Agulhas Negras, se eu te encontrasse na rua, eu iria assobiar para você. Tá ok? Muito bonita.”

Em meio ao silêncio de Page, Bolsonaro seguiu em tom sério. “Acredito que boa parte dos gays é comportamental (sic). Quando eu era jovem, falando em percentual, existiam poucos. Com o passar do tempo, com as liberalidades, as drogas e as mulheres trabalhando, aumentou bastante o número de homossexuais.”

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes