As 5 Linguagens do amor: descubra a sua e transforme suas relações

Para o escritor Gary Chapman, cada pessoa expressa e entende o amor de um jeito diferente. Conhecer essas formas de comunicação é um dos segredos para um relacionamento bem-sucedido.

0 899

O livro As 5 Linguagens do amor foi escrito pelo autor norte-americano Gary Chapman na década de 1990. Desde o seu lançamento, a obra se tornou um best-seller e já foi traduzida para mais de 30 idiomas diferentes.

Mas por que esse livro faz tanto sucesso? A resposta está no fato de ajudar milhares de pessoas ao redor do mundo a melhorarem suas relações, principalmente os casais. E ele faz isso usando uma ferramenta inerente a todo ser humano: a linguagem.

Essa é a habilidade que permite às pessoas produzir, desenvolver e compreender diferentes formas de comunicação — não apenas usando a língua escrita ou falada, mas também por meio de manifestações artísticas como a pintura e a música.

No caso dos relacionamentos, Gary Chapman definiu o que chamou de as 5 linguagens do amor. Elas representam as formas básicas com que cada um de nós expressa e entende esse sentimento.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com o escritor, que também é pastor e conselheiro matrimonial, assim como o DNA é único, cada pessoa tem um jeito singular através do qual identifica, recebe e entrega amor.

Na prática, isso significa que você usa uma ou duas linguagens predominantes para expor seus sentimentos, mas as pessoas com quem você se relaciona podem usar formas diferentes de expressão.

Entender quais são as 5 linguagens do amor é importante, então, para diminuir as falhas na comunicação, melhorar a qualidade de seus relacionamentos e aprender novos jeitos para transmitir o seu carinho.

 

A linguagem do amor que usa palavras de afirmação

As 5 Linguagens do amor
ⓒ Gabby Orcutt / Unsplash

Neste tipo de linguagem, o amor é percebido por meio de palavras, elogios e afirmações positivas. É assim que o falante desse “idioma” se sente apreciado e, sobretudo, demonstra sua afeição. Essa pessoa precisa ouvir e dizer, alto e bom som (ou em bilhetes, cartas e mensagens), frases que valorizem quem ela é e o que faz.

As palavras não precisam envolver, necessariamente, um contexto romântico. Agradecimentos, incentivos como “Tudo vai dar certo”, “Estou do seu lado”, e elogios como “Você é um excelente cozinheiro” e “Você é ótimo nisso” são sempre bem-vindos.

Quando você compreende que uma pessoa usa a linguagem do amor através das palavras de afirmação fica mais fácil estabelecer uma comunicação mais eficiente.

Destaque qualidades e conquistas ao invés de apontar falhas e fazer críticas. Utilize sentenças diretas, objetivas e, claro, sinceras.

 

O idioma dos atos de serviço

O nome dessa linguagem explica tudo: o mais relevante é ajudar nas tarefas e ser útil para o outro, sempre de forma genuína e generosa.

Em geral, são coisas simples e constantes como lavar a louça e levar o lixo para fora, por exemplo. Ou então levar o carro para a oficina, preparar o almoço e preencher o formulário do imposto de renda.

Para quem não usa essa forma de expressar seu carinho, essas atitudes podem acabar passando despercebidas. E aí, por consequência, pode haver brigas e discussões.

O ideal é perceber se a pessoa ao seu lado aprecia atos de serviço e então, além de agradecer pelas ações recebidas, fazer a sua parte e demonstrar seu amor com pequenas tarefas.

O gesto fica ainda mais valioso se o fizer sem esperar algo em troca e com um sorriso no rosto.

 

A linguagem do toque físico

as 5 linguagens do amor
ⓒ Roman Kraft / Unsplash

Abraços, toques no braço, cafuné, massagem, andar de mãos dadas. Tudo isso é muito estimado por quem domina essa linguagem do amor. O tato é, sem dúvida, o maior sentido e age como um instrumento poderoso para expressar carinho.

É assim que essas pessoas sentem e demonstram segurança, afeto e felicidade. Sem isso, tendem a ficar tristes e se sentir desvalorizadas.

 

Presentes que falam

Quando se trata das 5 linguagens do amor, é importante ressaltar que o valor não está na etiqueta, mas no significado do gesto. É por isso que, para quem gosta de presentes, nem sempre o item mais caro é o que trará a maior alegria.

É claro que você pode investir em um passeio de balão ou até mesmo em um carro. Mas coisas simples como um cartão, uma rosa fora de hora, um porta-retrato com uma foto especial ou uma fatia do bolo preferido também são excelentes opções.

Produtos feitos a mão são igualmente valorizados. Ou então uma peça que foi garimpada ou escolhida só porque fizeram com que você se lembrasse da pessoa. Isso prova que você dedicou tempo e se esforçou para deixá-la feliz. A atitude deve envolver muito mais sentimento do que dinheiro.

 

A linguagem do amor que requer tempo de qualidade

As 5 Linguagens do amor
ⓒ Sept Commercial / Unsplash

Se há pessoas que precisam de palavras para se sentir amadas, por outro lado, há quem valorize a presença e a atenção que recebe. Não importa se são apenas alguns minutos por dia ou uma semana inteira, o que vale é que a pessoa seja a prioridade. Em contrapartida, ela fará o mesmo por você.

O foco dessa linguagem do amor é a qualidade do tempo compartilhado e tem mais a ver com estar concentrado no momento presente, se divertindo, ouvindo, perguntando, interagindo, participando. Sem pressa, distrações e, principalmente, sem checar o celular o tempo todo.

Se você utiliza essa linguagem ou estiver com alguém que a valoriza, invista em atividades em conjunto e dedique a isso toda a sua atenção. Pode ser um passeio pelo parque, um piquenique na sala de casa, uma viagem ou apenas uma boa conversa durante o jantar. Evite apenas se dispersar com a televisão, o computador ou os bipes do celular.

 

Faça o teste e use as 5 linguagens do amor a seu favor

 

A princípio, essas linguagens podem parecer óbvias e simples, mas a verdade é que raramente as pessoas refletem sobre a melhor forma de demonstrar ou receber afeto. E a falha na comunicação pode levar a frustrações e desentendimentos.

Você pode fazer este teste – que conta com um questionário com 30 perguntas – e descobrir a sua linguagem do amor primária. Analise também quais são as linguagens dominantes do seu parceiro e de outras pessoas que convivem com você. Se todos forem capazes de falar o mesmo “idioma”, o relacionamento dará um salto de qualidade.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes