Bloomin Brands lança Abraccio, nova marca de restaurantes

Empresa trará a bandeira italiana Abbraccio. Em um primeiro momento serão dois restaurantes, que terão investimento de R$ 5,5 milhões cada um

São Paulo – Levantamento do IBGE constatou que 40% dos brasileiros comem fora de casa ao menos uma vez ao dia. Com o dado, que se mostra crescente, investidores têm olhado o segmento de restaurante como um mercado promissor. Foi justamente por esse potencial que a Bloomin Brands – gigante norte-americana detentora dos restaurantes Outback Steakhouse, Abbraccio, Carrabba Italian Grill, Fleming Prime Steakhouse & Wine Bar e Bonefish Grill – investirá R$ 5,5 milhões em uma nova rede, a Abbraccio. “No momento, os olhos da companhia estão completamente voltados para o mercado brasileiro”, afirmou o presidente da Bloomin Brands Brasil, Salim Maroun, ao DCI.

O País tem atraído um grande número de players internacionais. Em 2013, o Hooters desembarcou por aqui. No ano passado, nomes como Red Lobster e Dunkin#0027 Donuts também vieram. A primeira optou por operar em aeroportos e a segunda fez seu retorno ao mercado nacional.

Na opinião do especialista em foodservice e fundador da Food Consulting, Sergio Molinari, trazer uma nova marca é algo acertado e a Bloomin#0027 deverá aproveitar um mercado com crescimento impressionante. “O modelo de casual dining cresce cerca de 25% no Brasil”, disse. Outro ponto ressaltado foi o crescimento menor da Bloomin#0027 em seu país-sede. “Quando o mercado local começa a crescer menos que o esperado, é normal a procura por outras opções e o Brasil é uma delas”, explicou. Se a Bloomin#0027 replicar a experiência de consumo que o Outback emprega, a Abbraccio deverá mesmo cair no gosto do consumidor das classes A e B.

Casual dining

Com a bandeira Abbraccio, a Bloomin#0027 pretende “trazer um diferencial ao conceito de cozinha italiana”. A operação – que será inaugurada no shopping Vila Olímpia e no shopping Market Place, ambos em São Paulo – seguirá o mesmo padrão do restaurante Carrabba#0027s. “O cardápio brasileiro seguirá completamente o padrão internacional da rede”, explicou Maroun, ao que completou: “No entanto, o mix escolhido para o cardápio no País contém algumas adaptações locais, como o Filetto Parmigiano, uma opção de filet mignon para atender ao paladar do consumidor brasileiro”.

A expansão seguirá o mesmo modelo de negócio do Outback, sendo administrado por sócios. “A companhia é responsável pelo investimento para a abertura de um novo restaurante. Os sócios proprietários fazem um investimento mínimo, referente à sociedade com a empresa. Não são divulgados valores de remuneração e participação nos resultados dos restaurantes”, disse o presidente da Bloomin#0027 Brands.

O executivo também não mencionou o quanto a operação Abbraccio pode ajudar no crescimento da Bloomin#0027 Brands. Maroun afirmou apenas que com o Outback pretende manter o crescimento visto em 2014. “Atualmente são 64 restaurantes brasileiros em operação. O Outback Steakhouse cresce 20% ao ano em número de unidades. Em 2015, a previsão é que o crescimento se mantenha”, afirmou.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.