Lula, Dilma e FHC: quem aceitou o convite de Doria para tomar vacina?

Ao todo, receberam o convite todos os seis ex-presidentes que ainda estão vivos

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), mais uma vez teve uma atitude no mínimo audaciosa em relação à Coronavac. Dória convidou todos os ex-presidentes do Brasil para receber a vacina no início da campanha paulista de imunização, que está marcada para começar no dia 25 de janeiro. As doses que estão sendo produzidas pelo Instituto Butantã, em São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Veja quem recebeu o convite:

SP inicia produção da CoronaVac com 1 milhão de vacinas por dia

Ex-presidentes do Brasil vivos

Desde a redemocratização do pais, em 1985, o Brasil teve sete ex-presidentes. Destes, apenas Itamar Franco morreu. Ou seja, os outro seis receberam o convite, sendo eles:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

  • José Sarney (1985 – 1990)
  • Fernando Collor (199-1992);
  • Fernando Henrique Cardoso (1995-2002);
  • Luís Inácio Lula da Silva, o Lula (2003-2010);
  • Dilma Rousseff (2011-2016);
  • Michel Temer (2016-2018);
  • Jair Bolsonaro (2019-atual)

Quais ex-presidentes aceitaram o convite? 

Segundo o portal G1, Michel Temer (MDB)disse que vai participar do ato, assim Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Já Dilma Rousseff (PT) disse que não irá se deslocar até São Paulo para se vacinar, mas que está aberta a tomar a dose, caso o governo paulista queira enviar. Seu companheiro de partido, Lula, está com viagem marcada para Cuba, segundo alegam seus assessores. Ao G1, FHC também relatou que ia tomar. 

De acordo com a CNN Brasil, Dória também disse que José Sarney aceitou o convite, mas a informação ainda não foi confirmada oficialmente. Já Fernando Collor (Pros) postou em seu Twitter que recebeu o convite, mas não irá participar do ato.  

Vacinação em SP

Segundo o Governo de São Paulo, a primeira fase do Plano Estadual de Imunização (PEI) terá início no dia 25 de janeiro e terminará em 22 de março do mesmo ano. Nesta etapa, só serão vacinados profissionais da saúde, idosos, indígenas e quilombolas, que ao todo somam 9 milhões de pessoas. Os ex-presidentes que aceitaram tomar a Coronavac também serão imunizados neste período. Veja o cronograma:

  • Trabalhadores de saúde, indígenas e quilombolas: 1° dose em 25 de janeiro e a 2° em 15 de fevereiro; 
  • Pessoas com 75 anos ou mais: 1° dose em 8 de fevereiro e 2° em 1 de março;
  • 70 a 74 anos: 1° dose em 15 de fevereiro e 8 de março;
  • 65 a 69 anos: 22 de fevereiro a 15 de março;
  • 60 a 64 anos: 1 de março a 22 de março. 

Roberto Stuckert / PR

Dória reforçou que não vai barrar a vacinação contra Covid-19 em SP para pessoas de outro estado. Ou seja, segundo ele, quem estiver em território paulista no período em que as doses estiverem sendo aplicadas, pode ser imunizado, mesmo que não resida no estado. 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes