Como saber se o auxílio emergencial foi aprovado? Siga o passo a passo

Confira no passo a passo como consultar o seu auxílio emergencial

A lista de aprovados da nova rodada do auxílio emergencial 2021 já está disponível. O Dataprev anunciou na sexta-feira (02) quais são os beneficiários que tem direito aos valores este ano. A consulta é inteiramente online e necessita do número do CPF cadastrado.

Uma das regras para o recebimento da nova parcela do auxílio é ter feito parte do programa no ano passado e ter recebido valores em dezembro. Além disso, este ano o auxílio emergencial conta com reavaliações mensais para, se necessário, retirar beneficiários do programa.

As parcelas pagas tem valor médio de R$ 250. No entanto, para o grupo de beneficiários que moram sozinhos, o valor é de R$ 150. Já as famílias monoparentais, com mães solteiras, o valor é de R$ 375.

Como consultar o auxílio emergencial?

Auxílio emergencial

  1. O primeiro passo é entrar no ‘Portal de Consultas do Governo Federal – Dataprev’ (https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/#/);
  2. Em seguida, basta informar o nome completo;
  3. Logo após, preencha o nome da mãe (caso não tenha registro de mãe, basta selecionar a opção Mãe desconhecida);
  4. Informe a data de nascimento;
  5. Feito isso, selecione a opção não sou um robô, em seguida, clique em enviar.

Caso você seja um beneficiário, o crédito aparecerá junto a data de disponibilidade do benefício. Como na imagem a seguir:

Auxílio emergencial

Como contestar auxílio emergencial negado?

Após a consulta no Dataprev, é possível saber se está apto ou não ao recebimento do benefício, conforme os critérios de 2021. Caso apareça “Inelegível“, o cidadão pode selecionar a opção “Contestar“. A reclamação só é aceita pelo sistema com base em critérios passíveis de contestação. É possível contestar a decisão até o dia 12 de abril, sendo assim, dez dias úteis para recorrer.

Caso o beneficiário receba a primeira parcela e, mesmo assim, o pagamento seja cessado, devido a reavaliação mensal feita pelo Dataprev, também é possível contestar. Sendo assim,  é necessário ficar de olho no sistema para saber a atualização mensal. As parcelas canceladas poderão ainda ser pagas também por decisão judicial ou processamentos de ofício efetuados pela pasta.

Lista de quem não tem direito ao auxílio em 2021

  • Trabalhadores com carteira assinada;
  • Quem recebeu o auxílio emergencial em 2020, mas não movimentou o dinheiro;
  • Quem teve o auxílio emergencial ou residual cancelado em 2020;
  • Cidadãos que recebem benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do abono salarial e Bolsa Família;
  • Quem mora no exterior;
  • Quem está preso em regime fechado ou tenha o CPF vinculado ao auxílio reclusão;
  • Pessoas com menos de 18 anos de idade, com exceção de mães adolescentes;
  • Estagiário, residente médico ou residente multiprofissional e beneficiário de bolsa de estudo.
Você pode gostar também