Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo

Dentro da retomada econômica pós-pandemia, Estado de São Paulo quer atrair R$ 36 bilhões em investimentos privados

O governador de São Paulo, João Doria, lançou nesta sexta-feira, dia 16, o plano Retomada 21/22, que busca a retomada econômica e atrair investimentos para o estado. Segundo Doria, o plano estima atrair R$ 36 bilhões em investimentos privados para impulsionar a economia paulista e gerar até 2 milhões de empregos no prazo de quatro anos.

Plano de retomada econômica

Coordenado pelo secretário de Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, o plano apresenta 19 projetos para atração de investimentos privados por meio de concessões e parcerias público-privadas (PPPs) em todas as regiões do estado.

Confira o vídeo que apresenta o potencial do estado de São Paulo para o mercado externo:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Na mesma semana em que aprovamos a modernização administrativa do estado na Assembleia Legislativa, com a extinção de cinco estatais e economia de R$ 7 bilhões em recursos públicos, lançamos agora o plano de retomada econômica e atração de capital privado nacional e multinacional para São Paulo”, disse Doria.

O projeto prevê 14 polos de desenvolvimento econômico, entre eles, tecnologia, comércio, serviços, saúde, indústria, infraestrutura, turismo e agricultura.

Segundo Meirelles, a maior parte dos projetos são das áreas de infraestrutura. Cerca de 84% do investimento é destinado a transporte, mobilidade urbana e rodovias.

Mas há também projetos nas áreas de segurança, educação e de parques estaduais, que preveem a concessão do Zoológico e do Jardim Botânico, por exemplo. O plano prevê ainda medidas para reduzir a burocracia e facilitar a atuação de investidores, além da expansão de missões comerciais no exterior.

Saiba mais: Estado de São Paulo possui as cidades mais conectadas do País

Entre os destaques do projeto de retomada econômica está o trem intercidades, que ligaria a capital paulista a Campinas. O investimento previsto é de US$ 1,4 bilhão, com expectativa de transportar 565 mil passageiros por dia. Também está no planejamento a concessão de 22 aeroportos regionais, o que atrairia US$ 80 milhões em investimentos.

Outro projeto prevê conceder à iniciativa privada as linhas 8 e 9 de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, com investimentos de US$ 500 milhões. O governo ainda quer conceder rodovias do litoral de São Paulo e renovar as concessões rodoviárias já existentes.

O complexo do Ibirapuera, que inclui o ginásio de esportes, também deve ser concedido, com estimativa de US$ 200 milhões de investimento. (com informações da Agência Brasil)

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes