Economia: Cresce o mercado farmacêutico no Brasil

O faturamento do mercado farmacêutico pelo canal farmácia no Brasil saltou de R$ 27,7 bilhões em 2010 para R$ 40,3 bilhões em 2014

O faturamento do mercado farmacêutico pelo canal farmácia no Brasil saltou de R$ 27,7 bilhões em 2010 para R$ 40,3 bilhões em 2014, considerando o período de 12 meses móveis até setembro. Cerca de 76,30 bilhões de doses foram comercializadas em 2010, número que cresceu para 121,63 bilhões em 2014.  “O mercado brasileiro da indústria farmacêutica deve continuar crescendo muito acima dos demais setores da economia, algo entre 13% e 14%. E isso é um resultado positivo, se comparado com os resultados gerais da economia”, afirma Antônio Britto, presidente-executivo da Interfarma (Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa).

Demanda reprimida na economia

Leia também

Nice x Monaco: onde assistir ao jogo da Copa da França…

Lotofácil, Quina e Lotomania: resultados das Loterias da…

Os últimos dois anos registraram crescimento de 11% ao ano, enquanto nos dois anos anteriores o aumento anual  foi de 9%. “Existe uma demanda reprimida por medicamentos que seguramente impulsionará o mercado nos próximos anos, independentemente do que aconteça com a economia”, avalia o presidente-executivo da Interfarma.  Os medicamentos de referência representavam 46% das vendas em 2010 e passaram a responder por 40% em 2014. Já os  genéricos e similares ganharam mercado, passando de 12% para 13% e de 42% para 48%, respectivamente.   Produtividade cresce após o 2º turno As eleições contribuíram para a baixa produtividade brasileira, uma vez que as discussões políticas tomaram conta das redes sociais. Depois da votação houve um pico de produtividade na segunda-feira, segundo o Índice Runrun.it de Produtividade* (IRRP) de outubro.

O IRRP mede a variação do número de tarefas entregues pelos usuários. No mês de outubro na economia, ele se manteve estável, ficando apenas 0,3% abaixo do índice de setembro: 0,705 tarefa entregue/usuário. No dia 27, após as eleições, ele alcançou 0,758.   SAE BRASIL debate tendências para 2015 Analisar o cenário da indústria para projetar as estratégias de 2015 no campo da mobilidade é a proposta do 11º Simpósio SAE BRASIL de Tendências, que reúne hoje indústrias, entidades e instituições financeiras na Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte. O encontro vai responder questões como:  o Brasil é uma força industrial? Possui alto grau de industrialização? É justificável a preocupação com a nossa desindustrialização? Temos competências que sustentam a indústria local?

O simpósio de economia é dirigido a executivos, gestores, diretores e gerentes, tomadores de decisão.   Aço da Gerdau na expansão de Viracopos O novo Aeroporto Internacional de Viracopos contou com aço Gerdau nas obras  de sua expansão. O novo terminal receberá mais de 80 milhões de pessoas/ano, com investimento de R$ 9,5 bilhões ao longo dos 30 anos de concessão da administradora Brasil Viracopos. A Gerdau, líder no segmento de aços longos e  fornecedora de aços longos especiais, está presente nas obras do novo edifício-garagem, dos piers A, B e C, de viadutos e do novo terminal de passageiros, com produtos como vergalhões, pregos, arame recozido, tela, aço cortado e dobrado e perfis estruturais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes