Buraco na camada de ozônio sobre a Antártica é “o maior” e “mais profundo” dos últimos anos

De acordo com os cientistas, o buraco na camada de ozônio sobre a Antártica atingiu seu “tamanho máximo”.

O buraco na camada de ozônio sobre a Antártica atingiu seu “tamanho máximo”. Isso acontece apenas um ano depois que os pesquisadores relataram que era o menor desde sua descoberta.

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial, o buraco, que ocorre anualmente, cresceu “rapidamente” a partir de meados de agosto. Além disso, ele atingiu o pico no início de outubro em cerca de 9,2 milhões de milhas quadradas.

O buraco na camada de ozônio está em seu “maior” e “mais profundo” estado dos últimos anos, de acordo com a OMM. Isso foi impulsionado por um vórtice polar forte, estável e frio, que manteve a temperatura da camada de ozônio sobre a Antártica consistentemente fria.

O esgotamento do ozônio está diretamente relacionado à temperatura na estratosfera, pois as nuvens estratosféricas polares só se formam em temperaturas abaixo de -78ºC. 

As nuvens estratosféricas polares contêm cristais de gelo que podem transformar compostos não reativos em reativos. Este é um papel importante na destruição química do ozônio, que protege a Terra dos nocivos raios ultravioleta do sol.

 

Buraco na camada de ozônio

A destruição contínua do ozônio ocorreu depois que o sol voltou ao Pólo Sul nas últimas semanas e a radiação solar desencadeou as reações químicas, de acordo com a OMM.

O buraco começará a voltar ao tamanho normal a partir de meados de outubro, quando as temperaturas na atmosfera começarão a subir.

Naquela época do ano passado, os cientistas ficaram felizes em relatar que o buraco havia encolhido ao menor tamanho desde que foi descoberto.

De acordo com a NASA, o clima antártico anormal foi responsável pela ocorrência.

A OMM monitora a camada de ozônio da Terra em conjunto com parceiros como o Serviço de Monitoramento Atmosférico Copernicus, NASA e o Meio Ambiente e Mudanças Climáticas do Canadá.

Fonte ABC
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.