Jill Biden: conheça a nova primeira-dama dos EUA

Professora, mãe, doutora, ativista, Jill Biden é considerada uma inspiração pela mídia e sociedade americana

Jill Biden, 69, educadora, tornou-se a nova primeira-dama dos Estados Unidos, após seu esposo, Joe Biden, vencer a disputa pela presidência americana nas eleições de 2020. “O ensino não é uma profissão, é o que me define”, declarou a esposa do democrata em suas redes sociais.

O Jornal DCI preparou uma matéria especial que contará a história de Jill e seu casamento com o novo presidente dos EUA, assim como seus posicionamentos e declarações. Confira!

Quem é a nova primeira-dama dos EUA

Jill Tracy Jacobs nasceu em 3 de junho de 1951, em Hammonton, Nova Jersey. Morou por bastante tempo na região metropolitana da Filadélfia, com seus pais, e começou a trabalhar aos 15 anos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em 1970, casou-se com Bill Stevenson, que veio a se tornar dono de um dos bares universitários mais populares na época, o Stone Balloon, em Newark. Quatro anos depois, ocorreu o divórcio.

Formou-se na Universidade de Delaware em 1975, e, no início de sua carreira, atuou como professora substituta e professora de inglês. Após casar-se novamente, com Joe Biden em 1977, e ter sua primeira filha, a educadora parou de trabalhar por dois anos.

E então, realizou mestrado em leitura na West Chester University (1981) e em inglês na Villanova University (1987), e doutorado em Educação com liderança educacional pela Universidade de Delaware (2007).

Voltou a lecionar, desta vez como especialista em leitura e ensinando história para alunos com distúrbios emocionais, no programa para adolescentes do hospital psiquiátrico Rockford Center, durante cinco anos. Na década de 90, ensinou inglês na Brandywine High School em Wilmington. Entre 1993 e 2008, Jill Biden foi instrutora no Wilmington do Delaware Technical & Community College, ensinando redação em inglês e redação corretiva.

Desde 2009, atua como professora de inglês no Northern Virginia Community College. Mesmo quando seu marido alcançou a posição de vice-presidente dos EUA, a ex-segunda-dama foi a primeira esposa de um político neste cargo a ter um emprego remunerado.

Além de sua formação e carreira, Jil Biden é fundadora da organização sem fins lucrativos Biden Breast Health Initiative, co-fundadora da Biden Foundation, co-fundadora do programa Book Buddies, participante da Delaware Boots on the Ground, e é co-fundadora da Joint Forces, juntamente com Michelle Obama.

O casal Biden

O casal se conheceu em 1975, por meio de um encontro às cegas organizado pelo irmão do presidente. Em 1972, logo após conquistar o cargo de senador, Joe havia perdido sua esposa e filha mais nova em um acidente de carro, somente seus dois filhos sobreviveram. Depois de conhecer Jill, recuperou a esperança de viver e propôs casamento a educadora várias vezes.

jill biden e joe biden com seus dois filhos
Foto: Reprodução

Em 1977, casaram-se e, em 1981, tiveram uma filha. Jill Biden acompanhou e apoiou seu esposo na carreira política, mesmo sendo aversiva à área, sempre com posicionamentos muito firmes. Por exemplo, em 2004, quando se opôs a candidatura de Joe à Presidência, interrompendo uma reunião estratégica entrando de maiô com a palavra “não” escrita em sua barriga.

jill biden ex-segunda-dama ao lado de joe biden ex-vice-presidente dos eua
Foto: Ben Stanfield

Na campanha para presidente em 2008, Joe foi escolhido como parceiro de chapa do candidato democrata, Barack Obama – presidente dos EUA em 2008-2017. Mas, Jill não abandonou sua profissão.

“Se chegarmos à Casa Branca, vou continuar a ensinar. É importante e quero que as pessoas valorizem os professores, saibam suas contribuições e elevem sua profissão”, disse ao jornal CBS Sunday Morning.

obamas e bidens eleições 2008 nos eua
Foto: Daniel Schwen

Jill Biden na campanha das eleições 2020 nos EUA

A educadora foi essencial para campanha de Biden para a presidência dos EUA em 2020, sendo a maior influenciadora na escolha da senadora Kamala Harris como vice-presidente, segundo a imprensa americana. Em junho deste ano, Jill lançou um livro chamado Joey: A História de Joe Biden, que retrata o presidente como uma criança corajosa e aventureira.

Sobre a pandemia do Covid-19, criticou a secretária de Educação dos Estados Unidos, Betsy DeVos, pelas falas que apoiavam a reabertura das escolas prematuramente, e declarou que a primeira coisa que Biden fará é escolher uma secretária de educação, que é educadora de uma escola pública e tem experiência em sala de aula.

jill biden em campanha de joe biden para presidência dos eua
Foto: Flickr

Jill também é considerada “valente” e “durona” pela mídia, em constante defesa de seu marido e aqueles que apoia. Em um discurso de Biden ao ar livre, quando invadiram o palco, ela o protegeu e impediu a aproximação barrando fisicamente as manifestantes. Veja o vídeo na rede social do twitter, abaixo:

Texto por Luana Fogaça**

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes