Maiores explosões do mundo: veja 7 desastres semelhantes ao de Beirute

Infelizmente, na história da humanidade desastres em largas escalas não são novidade. Confira sete das piores explosões já registradas

Na terça-feira (3), a capital libanesa Beirute viveu um momento trágico após uma gigante explosão. Segundo uma emissora local, o desastre feriu um número “incontável” de pessoas e afetou toda a cidade. A Agência Nacional Nova do Líbano diz que um incêndio ocorreu em um armazém de fogos de artifício, mas ainda não se sabe a causa da explosão.

No momento, o país luta para socorrer todas as pessoas (já que muitos hospitais foram danificados pelas explosões). Saiba mais sobre a explosão clicando aqui

Infelizmente, na história da humanidade desastres em largas escalas não são novidade. Confira abaixo sete das piores explosões não-nucleares já registradas:

A explosão de Wanggongchang (China) – 20.000 vítimas

Obra mostra guerreiros maiores explosões do mundo
Uma das maiores explosões não-nucleares ocorreu durante a dinastia ming. Obra produzida durante a dinastia ming.

Em 1626, durante a dinastia Ming, o arsenal de Wanggongchang explodiu misteriosamente e destruiu quase toda a região sudeste de Pequim. O acontecimento vitimou mais de 20 mil pessoas.Além disso, também rendeu muitas teorias da conspiração, pois a explosão gerou uma nuvem em formato de cogumelo, como aquela gerada por explosões nucleares (algo quase impossível de ser feito na época). Pouco se sabe sobre como o desastre iniciou, mas estima-se que a explosão teve a mesma força que a bomba de Hiroshima e seu som ultrapassou a Grande Muralha da China.

Maiores explosões do mundo – Brescia com 3.000 vítimas

Este improvável desastre aconteceu ao norte da Itália em 1769, quando a região ainda era conhecida como a República de Veneza. Na ocasião, o Baluarte de San Nazaro foi atingido por um relâmpago e pegou fogo, mas isso não foi tudo. A situação piorou quando o fogo atingiu 90 toneladas de pólvora armazenados na construção. O resultado foi uma explosão que matou cerca de 3 mil pessoas e destruiu ⅙ da Brescia.

A explosão do SS Kiangya – cerca de. 3.000 vítimas

Única imagem do ss kiangya - maiores explosões do mundo
O ss kiangya transportava transportava refugiados da guerra civil chinesa. Fonte: wikipédia

Em 1948, uma explosão causou o maior desastre marítimo na história da China. O SS Kiangya, uma embarcação com 2,100 toneladas, transportava refugiados da Guerra Civil Chinesa quando explodiu. Especula-se que a embarcação foi derrubada por conta de uma mina esquecida pela Marinha Imperial Japonesa durante a Segunda Guerra Mundial. O desastre vitimou entre 2,750 e 3,920 pessoas.

A explosão de Halifax – aproximadamente 1.950 vítimas

Em 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, a colisão entre dois navios resultou em uma catástrofe em Halifax, capital da província canadense da Nova Escócia. Uma das embarcações envolvidas na colisão, o navio a vapor Mont Blanc, carregava cerca de 2,925 toneladas de explosivos destinados para a França durante a Guerra. O acidente feriu 9 mil pessoas e destruiu cerca de 2,5 km² da cidade de Halifax

Maiores explosões do mundo –  Smederevo com 1.500 vítimas

Durante a Segunda Guerra Mundial, o exército alemão armazenava parte de sua munição em um forte na cidade de Smederevo, na Sérvia. No dia 5 de junho de 1941, ocorreu a ignição dos explosivos colocados dentro da fortaleza. Existem diversas teorias sobre o que iniciou o processo de explosão – alguns afirmam que um avião inglês bombardeou o local e outros dizem que um sérvio quis destruir o armamento germânico. Seja lá qual a causa, a destruição foi tanta que afetou toda Smederevo. Enquanto uma metade da cidade foi completamente destruída, a outra foi afetada pelo disparo de restos da fortaleza. O número de mortos pelo desastre é incerto, mas está entre 1500 e 2000.  

A origem da Capela dos Ossos de Campo Maior- entre 256 e mais de 1.500 vítimas

A capela dos ossos de campo maior certamente é tenebrosa
Certamente, a capela dos ossos de campo maior é tenebrosa. Fonte: guia da cidade

Em Portugal, um dos mais macabros pontos turísticos é a Capela dos Ossos, um monumento criado para homenagear as vítimas de um tenebroso desastre. Em 1732, a cidadela de Campo Maior teve dois terços de sua população mortos após a explosão de 88 toneladas de pólvora. Com os restos mortais, a capela foi construída como um lembrete da dor do local que quase foi dizimado. 

Explosão de Cali – mais de 1300 mortes

Essa foi a primeira tragédia não-natural que assolou a Colômbia. Em 1956, sete caminhões militares portando 1053 caixas de dinamite explodiram após uma rápida reação em cadeia. Até hoje não se sabe o que causou o início da tragédia, mas mais de 1300 pessoas foram mortas. Na ocasião, o presidente da Colômbia, General Gustavo Pinilla, acusou terroristas de terem cometido o ato, mas evidências disso nunca foram encontradas.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.