Peru abre Machu Picchu para um único turista abandonado pela pandemia

Jesse Takayama ficou preso na cidade de Aguas Calientes, perto de Machu Picchu, devido aos regulamentos de viagens do coronavírus.

0 275

O Peru abre Machu Picchu para um único turista japonês que esperou sete meses após ficar preso no país devido à pandemia do coronavírus.

Jesse Takayama planejava passar apenas alguns dias no país em meados de março para visitar as ruínas sagradas. Contudo, elas foram fechadas quando a crise de saúde global começou.

Assim, ele ficou preso na cidade de Aguas Calientes, perto de Machu Picchu, devido às restrições de viagem.

Mas, no sábado (10), após enviar um pedido especial, ele finalmente conseguiu entrar no lugar mundialmente famoso – usando o mesmo ingresso que comprou há sete meses.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Ele veio ao Peru com o sonho de poder entrar em Machu Picchu”, disse o ministro da Cultura do país, Alejandro Neyra.

 

Peru abre Machu Picchu
Imagem: Reprodução /Pexels

Peru abre Machu Picchu

Assim, Takayama teve permissão para caminhar pela antiga cidadela antes de retornar ao Japão. 

Ele se tornou o primeiro visitante nos últimos sete meses com permissão para caminhar pelas ruínas incas.

“Isso é tão incrível! Obrigado!”, declarou Takayama.

De acordo com Neyra, a previsão era de que o local fosse reaberto com capacidade reduzida em novembro. Contudo, não informou uma data. Segundo ele, isso dependerá de como o país estará em relação a pandemia nas próximas semanas.

“Ainda estamos no meio de uma pandemia”, disse ele. Assim, a reabertura “será feita com todo o cuidado necessário”.

 

Machu Picchu: patrimônio histórico

Machu Picchu é um Patrimônio Mundial da UNESCO situado no alto da Cordilheira dos Andes.

A misteriosa cidadela Inca, construída em 1.400, compreende três estruturas principais: Intihuatana, o Templo do Sol e a Sala das Três Janelas.

O local recebe mais de um milhão de visitas por ano de pessoas de diversos lugares do mundo, levantando preocupações sobre os danos às suas antigas construções em pedra.

Informar Erro
Fonte Sky News

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes