Projeto supersônico promete voar a 3.700 km por hora e fazer SP-Miami em apenas 1h45

Avião supersônico poderá tornar as viagens comerciais ainda mais rápidas e inovar no setor.

A Virgin Galactic e a Rolls-Royce anunciaram uma parceria para desenvolver o projeto supersônico, uma nova aeronave comercial que pode triplicar a velocidade do som, que é de aproximadamente 3.700 km/h. É cerca de quatro vezes mais rápido que o aviões utilizados atualmente.

Por exemplo, a viagem entre São Paulo e Miami (EUA) poderá ser reduzida das atuais 7h40 de voo para cerca de 1h45.

Da mesma forma, as viagens entre Nova York (EUA) e Londres (Reino Unido) levariam apenas 1h30. Atualmente, o tempo médio de voo do United Airlines Boeing 787 entre as duas cidades é de seis horas.

No entanto, a viagem com o projeto supersônico será para apenas poucos sortudos. A especificação da nova aeronave prevê que, dependendo da configuração da cabine, ela terá capacidade entre 9 e 19 passageiros.

De acordo com o comunicado emitido pela Virgin Galactic, a filosofia da nova aeronave é tornar as viagens de alta velocidade práticas, sustentáveis, seguras e confiáveis, priorizando a experiência do cliente.

“A Virgin Galactic projeta a aeronave para uma variedade de cenários operacionais, incluindo serviços de passageiros em rotas comerciais de longo curso. A aeronave decolaria e aterrissaria como qualquer outra aeronave de passageiros e poderá ser integrada à infraestrutura aeroportuária no espaço aéreo internacional em todo o mundo”, afirmou.

 

Projeto supersonico da virgin galactic
Imagem: reprodução / instagram virgin galactic

Projeto supersônico não tem data de lançamento

O projeto ainda não tem data de início. O acordo entre as duas empresas prevê que a Rolls-Royce trabalhe em conjunto para desenvolver a tecnologia de propulsão para aeronaves de alta velocidade. Um dos objetivos é evitar os problemas do passado que afetaram a lucratividade dos voos supersônicos comerciais.

A Rolls-Royce também foi a fabricante de motores do Concorde. Porém, o alto consumo de combustível foi um dos principais problemas da aeronave. 

Atualmente, a empresa está trabalhando de uma maneira para que o futuro seja diferente. “Estamos entusiasmados com a parceria com a Virgin Galactic para explorar o futuro de voos sustentáveis ​​de alta velocidade”, disse Tom Bell, presidente e CEO da Rolls-Royce North America.

O novo projeto poderá usar um novo tipo de combustível, mas as empresas não especificaram o que é. “O projeto de aeronaves também deve ajudar a pavimentar o caminho para o uso de combustível de aviação sustentável e inovador. Espera-se também que a base para tecnologias e técnicas sustentáveis ​​no design de aeronaves sirva como catalisador para adoção em todo o mundo”, afirmou.

Fonte News Beezer
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.