Três museus são atacados em Berlim; 63 peças são danificadas

Três dos cinco principais museus de Berlim foram atacados no início de outubro, com 63 peças danificadas, entre elas, sarcófagos egípcios.

Três museus são atacados em Berlim por vândalos que danificaram 63 peças com um líquido transparente. Entre os objetos deteriorados, há esculturas de pedras antigas, pinturas do século XIX e sarcófagos egípcios. A ação aconteceu em 3 de outubro, mas só se tornou público nesta quarta-feira (21). As autoridades ainda não descobriram o que motivou os ataques.

No dia 3 de outubro, a Alemanha celebrou a reunificação alemã e os atos de vandalismos aconteceram durante o horário de funcionamento normal dos três, dos principais museus de Berlim – localizados em uma área chamada “Ilha dos Museus”, complexo classificado como Patrimônio Mundial da Unesco. Os locais atacados foram Museu Pergamon, Alte Nationalgalerie (Antiga Galeria Nacional) e no Museu Novo.

Museus são atacados em Berlim e despertam teorias da conspiração

Algumas teorias da conspiração vêm rondando a imprensa alemã. Uma das hipóteses é que o Pergamon Museu, o mais importante do complexo, seria o centro de atos de satanismo. Outra ainda, sugerida por Átila Hildmann, conspiracionista famoso do país, diz que a chanceler alemã Angela Merkel faria sacrifícios dentro do museu.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com uma reportagem do jornal Die Zeit, este é “um dos mais extensos ataques a obras de arte e antiguidades da história da Alemanha no pós-guerra“.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes