Plano de Vacinação: Ministério da Saúde cria projeto contra a covid-19

Plano de Vacinação criado pelo Ministério da Saúde visa acabar com a insegurança e o medo das pessoas ao se imunizarem contra o coronavírus. Desinformação por disputa política e entre as vacinas é o motivo de medo entre população.

Em razão do receio e medo das pessoas sobre a criação das vacinas para impedir a propagação do coronavírus, o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, lançará um Plano de Vacinação contra a contaminação da covid-19. O objetivo do programa, que deverá ser divulgado até o final de novembro, visa explicar às pessoas que ela não precisam ter medo da imunização.

Plano de Vacinação foi feito contra desinformação

O medo da população se deve, principalmente ao desencontro de informações sobre a imunização. A disputa política que envolve as vacinas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro e o governador, João Doria, pode ser o principal motivo pelo pânico que envolve a população brasileira.  Dentro do Plano de Vacinação consta, principalmente, a comunicação junto a uma campanha para tirar dúvidas, esclarecer sobre a importância de se imunizar e como acontece todo o processo de vacinação. O programa teve o aval do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, que acompanhou algumas reuniões sobre o projeto antes de ser diagnosticado com coronavírus.

 

Ministério da Saúde encabeça programa com aval do Governo

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O Ministério da Saúde é que vem encabeçando o Plano de Vacinação, com o aval do Governo – apesar da pasta tentar executar o programa de forma independente, se “desvencilhando” das tentativas de interferência do governo de Bolsonaro. No mês passado, a pasta da Saúde anunciou a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, o que foi desmentido pelo presidente em seguida, aumentando a desinformação. Porém, se for confirmada a chegada da vacina chinesa  primeiro, o Ministério da Saúde deverá enfrentar novamente esse caso diante do governo.

A pasta adianta ainda que, se ainda assim, o cidadão não quiser se vacinar, não será obrigatório – confirmando a fala de Jair Bolsonaro sobre a imunização contra a doença.

 

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes