Queimadas no Pantanal: helicóptero da Força Nacional cai durante combate a incêndio

Comandante e mais dois ficam feridos no Mato Grosso. Todos foram resgatados com vida e levados para hospital em Cuiabá, capital matogrossense.

O helicóptero da Força Nacional em combate às queimadas no Pantanal, caiu no fim da tarde de hoje (8), na região do Poconé (MT). O veículo fazia parte da Operação Pantanal II, com três tripulantes: o comandante Renato de Oliveira Souza, da Polícia Civil do DF, o copiloto Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do RJ e o Sargento Emerson Miranda Martins, da Polícia Militar do RJ, de acordo com a nota do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso.

Sendo assim, “todos foram resgatados por um helicóptero da Marinha do Brasil com vida e encaminhados até Cuiabá”. Sendo assim, os três tripulantes seguiram para atendimento médico pela UTI aérea da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas. A nota ainda afirma que uma das vítimas teve fratura exposta na perna.

Por fim, as causas do acidente estão em investigação.

Queimadas no Pantanal

A região do Pantanal marcou altas taxas de devastação desde julho de 2020 pelo fogo, ameaçando a biodiversidade do bioma. O número de incêndios aumentou 210% em relação ao ano passado, segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

No fim de julho,  o governo de Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência ambiental na área do Pantanal sul-mato-grossense por 180 dias. Além disso, suspendeu as autorizações ambientais de queima controlada pelo mesmo período, e solicitou apoio federal para combater os focos de calor.

Além disso, as queimadas no Pantanal registraram o recorde histórico em 2020. Ainda de acordo com órgão de monitoramento ambiental, registou-se 8.106 focos de incêndios em setembro. Sendo assim, o maior índice já registrado desde 1998, quando o instituto começou a mapear o bioma.

Por fim, no balanço anual, também um recorde: de 1 de janeiro até o dia 30 de setemebro, registrou-se cerca de  18.259 focos de incêndio no Pantanal. Até então, o recorde era de 12.536, atingido em 2005.

Através da Uol
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.