15 imagens do Pantanal que mostram a tragédia das queimadas

Em chamas, o Pantanal está sofrendo grandes danos em sua fauna e flora. Este bioma é o que possui menor extensão territorial no Brasil, mas ainda sim é um dos mais importantes para a biodiversidade do país. Confira imagens, vídeos e fatos para entender a atual situação do Pantanal durante as queimadas.

Depois de incêndios florestais devastadores na floresta amazônica, o fogo agora está queimando o Pantanal. Áreas de conservação foram reduzidas drasticamente nas últimas semanas devido as queimadas. E a culpa não é só do clima seco: incêndios ilegais são comuns. Cenas de animais mortos e vegetação destruída se tornaram comum na maior planície alagada do mundo. Confira abaixo imagens do Pantanal e a atual situação da região.

Imagens e fatos sobre a importância do Pantanal

 

 

Imagens mostram o antes e depois da MT-060, também conhecida como rodovia Transpantaneira, que liga Poconé a Porto Jofre.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com uma área aproximada de 150 mil km², o Pantanal é uma das maiores extensões úmidas contínuas de todo o planeta Terra. Ele fica localizado em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e também em regiões do Paraguai e Bolívia. O bioma sofre influência da Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica e também abriga dezenas de espécies ameaçadas em outras regiões do Brasil. Araras-azuis, Onças-pintadas e o característico pássaro Tuiuiú são algumas das principais espécies do Pantanal.

15 imagens do Pantanal para entender a situação causada pelas queimadas
Foto: Ernane Junior/reprodução

Conforme o Ministério do Meio Ambiente, “estudos indicam que o bioma abriga os seguintes números de espécies catalogadas: 263 espécies de peixes, 41 espécies de anfíbios, 113 espécies de répteis, 463 espécies de aves e 132 espécies de mamíferos sendo 2 endêmicas”. O órgão também afirma que quase duas mil espécies de plantas já foram identificadas no bioma e classificadas de acordo com seu potencial, e  algumas apresentam vigoroso potencial medicinal.

Embora possua grande valor para o meio-ambiente, o Pantanal é muito impactado pela ação humana (em especial, pela atividade da agropecuária). Além disso, as queimadas são naturais no bioma durante sua época de seca, mas podem ser intensificadas por mudanças climáticas e a falta de intervenção contra elas. Atualmente, os incêndios estão avançando rapidamente pela região e só poderá ser controlado por meio de chuvas constantes no bioma.

Efeitos do aumento das queimadas

O combate ao fogo no local é difícil, pois mudanças climáticas ao redor do globo e características próprias do Pantanal atuam junto com as queimadas. Segundo o Prevfogo (órgão de combate à incêndios florestais), o bioma teve mais de 2,9 milhões de seus hectares atingidos pelo fogo.

A área equivale a cerca de 19% do Pantanal – só para ilustrar, isso equivale a 19 vezes o tamanho da capital de São Paulo. O número de focos de calor (um indicador para incêndios) chegou a 15,4 mil, o maior valor registrado desde 1998.

Imagem mostra o Pantanal em chamas
Pantanal em chamas como resultado de queimadas e mudanças climáticas. Imagem: Iberê Périssé

Os governos estaduais de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso e o governo federal já estão combatendo o incêndio e decretaram estado de emergência. Contudo, mesmo com a ação de todos o fogo tem avançado com rapidez pelo Pantanal.

Em virtude de toda a situação, muitos animais morreram carbonizados ou estão feridos pelas chamas. Além disso, incontáveis plantas e árvores estão sendo destruídas. Professor da Universidade do Estado do Mato Grosso e doutor em biodiversidade, Joari Costa de Arruda afirma que o Pantanal “é um refúgio de toda a pressão que temos em volta”. Certamente a pressão citada pelo especialista é ligada ao tamanho das áreas agropecuárias no entorno. “Suprimindo esse ambiente com os incêndios, esses animais não têm para onde ir”, conclui Costa de Arruda.

Foto: Andre Penner/AP/reprodução

Nesse meio tempo de combate ao fogo, dois grandes refúgios de animais foram quase destruídos como resultado das chamas. O maior santuário de onças-pintadas no mundo foi 85% destruído por causa de queimadas. O fogo também atingiu 92% da Fazenda São Francisco do Perigara, o maior refúgio de araras-azuis no mundo – como resultado, as aves correm risco de extinção. Inegavelmente, impactos muito negativos para o bioma.

Confira imagens do Pantanal em chamas

jacaré carbonizado no Pantanal
Jacaré carbonizado após queimadas no Pantanal. Foto: José Medeiros Imagem
Pata queimada
Pata de animal ferido como resultado de queimadas no Pantanal. Fonte: José Medeiros Imagem
Pantanal e tuiuiús
Tuiuiús, aves características do Pantanal. Foto: Iberê Périssé/ Projeto Solo
Trabalhadores lutam contra queimadas
Trabalhadores lutando contra as chamas. Foto: Iberê Périssé
Araras buscando abrigo durante incêndio
Araras-azuis buscando abrigo na Fazenda São Francisco do Perigara. Foto: Luciana Ferreira
onça-pintada ferida pelas chamas
Onça-pintada ferida pelas chamas. Imagem: TV Anhanguera/Reprodução
Imagem mostra o Pantanal em chamas
Pantanal em chamas. Imagem: Iberê Périssé

Vídeos sobre o impacto das queimadas no bioma

Vídeo do Observatório Pantanal (divulgado pelo Instituto SOS Pantanal) a fim de divulgar informações sobre as queimadas:

Pequenas faíscas, grandes incêndios

Já está disponível o vídeo oficial da campanha "Pequenas faíscas, grandes incêndios" do Observatorio Pantanal. Além deste material audiovisual, a campanha de conscientização, prevenção e combate ao fogo na região também conta com spots de rádio, que serão veiculados nas principais emissoras do Pantanal brasileiro, paraguaio e boliviano, outdoors em pontos estratégicos das BRs-262, e ainda outras ações emergenciais como doação de equipamentos de proteção e de combate ao fogo e treinamentos para brigadas comunitárias, junto ao Prevfogo/Ibama MS.O objetivo da campanha é sensibilizar a população para os riscos dos incêndios, em especial, nesta época do ano em que as secas são severas e a umidade relativa do ar muito baixa, somada aos baixos índices de chuva. "Queremos alertar sobre os perigos e danos causados pelo fogo no Pantanal, conscientizando sobre o manejo correto do fogo e orientando como denunciar os incêndios criminosos, afim de inibir que novos eventos como estes ocorram", explica a facilitadora do Observatorio Pantanal e analista de conservação do WWF-Brasil, Paula Isla Martins.Os problemas dos incêndios no Pantanal ultrapassam as fronteiras entre países, portanto, as soluções também devem ser pensadas em conjunto, trinacionalmente. "A campanha do Observatorio Pantanal visa unir esforços em todos os países afetados, mostrando o problema e compartilhando as lições aprendidas, para melhorarmos as estratégias de prevenção e combate a cada ano", complementa Paula.Colabore você também. Curta e compartilhe o vídeo com sua rede. Vamos espalhar essa mensagem de conscientização para conservar o nosso bioma. O Pantanal merece! Use a hashtag #pequenasfaiscasgrandesincendios

Publiée par Instituto SOS Pantanal sur Vendredi 4 septembre 2020

Vídeo amador registrando imagens do Pantanal logo após as queimadas:

Clique aqui para conhecer iniciativas e ajudar a região do Pantanal
Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes