Renato Russo: Polícia Civil encontra 30 músicas inéditas do cantor

Operação “Será” aconteceu na manhã desta segunda-feira (26), no Rio. Dono de estúdio de gravação escondia cerca de 30 obras do artista e da banda, Legião Urbana, nunca antes lançadas.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro apreendeu na segunda-feira (26) cerca de 30 versões de músicas inéditas do cantor Renato Russo, líder da banda Legião Urbana, morto em 1996.  Durante a ação, foram apreendidos, CDs, HDs e uma torre de computador.

O material estava em posse de um produtor, dono de um estúdio de gravação, no bairro do Botafogo, na Zona Sul da cidade. Segundo a Polícia, o local prestava serviços para uma gravadora e onde Renato frequentava nos últimos anos de sua vida.  A operação, batizada de “Será” – fazendo alusão a uma das canções da banda – aconteceu a partir das denúncias feitas pelo filho de Renato, Giuliano Manfredini, que é o atual detentor das obras do pai.  As investigações começaram há um ano quando um perfil fake nas redes sociais chamou a atenção de Giuliano, o alertando sobre a existência desse material.

Material apreendido contem músicas inéditas de Renato Russo

Na análise do material apreendido, os agentes encontraram 30 versões nunca lançadas oficialmente. Entre elas, versões inéditas de músicas da Legião Urbana e outras desconhecidas. “O cumprimento do mandado de busca e apreensões foi altamente produtivo e conseguimos provas robustas, que em breve vão ajudar a esclarecer toda a verdade sobre o que estava acontecendo. Tem pelo menos trinta músicas em versões inéditas”, afirmou o delegado Mauricio Demétrio, titular da DRCPIM (Delegacia de Repressão contra a Propriedade Imaterial). Um advogado do dono do estúdio esteve na Cidade da Polícia, à tarde, e agendou seu depoimento para quinta-feira.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes