Seguro-desemprego: 3 situações que causam a suspensão do benefício

Em suma, tem direito o trabalhador demitido sem justa causa, CLT e desempregado. Trabalhadores que fogem da regra perdem a concessão

O seguro-desemprego é um benefício oferecido aos trabalhadores de carteira assinada e demitidos sem justa causa. Assim, é possível solicitar o auxílio de 7 a 120 dias após a demissão.  O cálculo das parcelas que cada trabalhador deve receber é feito pela média salarial dos três últimos meses de serviço, e podem variar dependendo do profissional. Entretanto, o não cumprimento das regras pode levar a ter a suspensão do seguro-desemprego.

 

Razões para suspensão do seguro-desemprego

As regras do benefício sem claras em relação à admissão do trabalhador. Em suma, tem direito o trabalhador demitido sem justa causa, CLT e desempregado. Entretanto, ainda podem surgir dúvidas e questionamentos para alguns trabalhadores. Assim, as principais razões que causam a suspensão do seguro-desemprego são:

 

1. Estar associado a uma empresa

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Basicamente, o trabalhador não pode estar associado a uma empresa no recebimento do seguro-desemprego. Ou seja, você deve comprovar que não possui uma renda fixa, CLT ou CNPJ.Uma das principais regras é que este benefício deve ser pago somente para trabalhadores que não possuem nenhuma fonte de renda (formal ou informal) identificando uma fonte de renda, o benefício será suspenso.

 

2. Demissão por justa causa

Ao acompanhar o processo de desligamento, apenas possuem direito ao seguro-desemprego aqueles que forem demitidos sem justa causa. Portanto, o contrato deve sinalizar o motivo ou a falta de motivo do desligamento.

 

3. Admissão em uma nova empresa

A suspensão do seguro-desemprego pode acontecer após o trabalhador ser admitido em uma nova empresa. Assim que admitido, o RH deve enviar uma declaração chamada Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Ela informará ao Ministério do Trabalho e consequentemente a Caixa Econômica de há que o novo vínculo empregatício, cancelando assim automaticamente o benefício.

 

Quem pode solicitar o seguro-desemprego?

Em suma, o seguro-desemprego é um benefício concedido ao trabalhador demitido sem justa causa. Assim, é possível solicitar o auxílio de 7 a 120 dias após a demissão. Dessa forma, as exigências para solicitar são:

  • dispensados sem justa causa;
  • desempregados no momento do requerimento;
  • ter recebido, então, salários de pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica (inscrita no CEI);
  • não possuir renda própria para o sustento da família;
  • não estar recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.

Portando, para solicitar o trabalhador deve estar com os documentos em mãos: RG; Carteira de Trabalho com identificação de Inscrição no PIS/PASEP; Requerimento de Seguro Desemprego (impresso pelo Empregador Web no Portal Mais Emprego); Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho, com o código 01 ou 03 ou 88.

 

Leia também:

Saiba como consultar a habilitação do seguro-desemprego

Teto do seguro-desemprego é de R$ 1.813; veja como calcular

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes