Ano novo no litoral: Santos, Guarujá e Praia Grande cancelam queima de fogos

Com a chegada de dezembro, as praias paulistas se tornam o principal destino para  quem deseja comemorar a chegada do ano novo no litoral.

Com a chegada de dezembro, as praias paulistas se tornam o principal destino para  quem deseja comemorar a chegada do ano novo no litoral. Este ano, porém, o cenário será diferente e muita mais silencioso em Santos, no Guarujá e na Praia Grande,  já que as famosas  festas de réveillon, com shows e queima de fogos na orla das praias, foram canceladas devido à pandemia do novo coronavírus. 

A suspensão das festividades de Ano Novo no litoral no Guarujá, por exemplo, já havia sido decretada quando a cidade ainda estava na fase verde – que também impõe restrições a eventos. A medida, segundo a prefeitura, visa “evitar aglomerações, uma vez que a população flutuante do Município chega a quase dois milhões de pessoas na virada do ano”. 

Santos também optou por não realizar a queima de fogos no Ano Novo no litoral e ainda informou que, caso necessário, outras medidas podem ser adotadas. Já Praia Grande, mesmo sem promover a festa de Réveillon, “está avaliando internamente novos modelos de eventos que possam ser possíveis para a temporada de verão a fim de minimizar problemas com a alta demanda de pessoa”.

Mesmo de volta à fase amarela do Plano São Paulo, as cidades poderão continuar com os comércios abertos, mas eles terão restrições. O horário de atendimento será reduzido para 10 horas diárias – antes, eram 12 – e a capacidade de público é limitada a 40%.  Além das medidas já previstas na reclassificação, outras também foram adotadas para minimizar ainda mais a circulação de turistas no Ano Novo no litoral. Veja:

Santos fiscaliza circulação de veículos turísticos  

Em Santos, são realizadas fiscalizações nos fins de semana e feriados pela Guarda Civil Municipal nos locais onde há maior fluxo de pessoas no Ano Novo no litoral da cidade. Barreiras sanitárias também serão realizadas neste fim de semana  para impedir a circulação de vans e ônibus de turismo que não tenham permissão para entrar na cidade. Além disso, o comércio de ambulantes na faixa de areia é permitido somente das 9h às 19h, desde que os trabalhadores mantenham a capacidade de atendimento em 40%.

Fase amarela em SP: entenda como funciona e o que mudará

O que não pode no Ano Novo no litoral do Guarujá?

Guarujá foi a cidade que, até agora, adotou medidas mais restritivas quanto ao Ano Novo no litoral. Confira:

  • O aluguel de imóveis por sites, aplicativos e imobiliárias estão suspensos. Quem descumprir a medida, poderá ser penalizado;
  • Vans e ônibus de turistas não poderão entrar na cidade, com exceção dos que já conseguiram a licença anteriormente ao decreto, publicado na quarta (02/12), que terão acesso livre;
  • Cadeira e guarda-sol em toda a extensão de área da praia não pode; 
  • O acesso ao mar para esportes coletivos está proibido. Já para banhos individuais, desde que se mantenha o distanciamento social, está liberado.

O decreto, porém, não altera o funcionamento de pousadas e hotéis, que continuam abertos normalmente. Os ambulantes também estão autorizados a vender na praia, no entanto, devem utilizar máscaras, disponibilizar álcool em gel e instalar faixa ou cordão limitador para garantir o distanciamento de 1,5 metros. 

Ano Novo no litoral da Praia Grande  

O Ano Novo no litoral da praia grande terá medidas menos restritivas em relação aos turistas . Além de analisar outras formas de realizar eventos para a alta temporada de verão,  a prefeitura  informou que atuará em ações de orientação e fiscalização em relação às normas estabelecidas na fase amarela, mas não haverá aplicação de multa. “A meta não é onerar monetariamente o cidadão, mas conscientizar sobre a importância, por exemplo, da utilização de máscara”, informou. 

Os ambulantes, que voltaram às atividades em setembro, seguem autorizados a funcionar no a Ano Novo no litoral da Praia Grande,  no entanto,  terão que seguir algumas regras. Veja:

  • Os ambulantes devem usar máscaras, disponibilizar álcool em gel e manter o distanciamento social de, no mínimo, um metro e meio;
  • Os carrinhos devem adentrar a faixa de areia das 7h às 8h;
  • O atendimento ao público ocorre das 9h às 17h;
  • O permissionário tem das 17h às 18h para a organização a limpeza do local e remoção do carrinho da faixa de areia;
  • O ambulante que for pego descumprindo alguma das exigências, no primeiro momento, será notificado. Caso seja reincidente, terá a suspensão da licença temporária enquanto permanecer a pandemia e o carrinho apreendido.

São Vicente ainda não decidiu queima de fogos

A prefeitura de São Vicente publicou um decreto  na quarta-feira, dia 2, estabelecendo as regras para enquadrar o funcionamento dos comércios na fase amarela. No entanto, “quanto à queima de fogos e aos possíveis shows de fim de ano, ressalta-se que serão definidos nos próximos dias, entre equipes da atual e da futura administração, durante a transição de governo”.

Como ficam bares, restaurantes e shopping centers?

Os bares, restaurantes, shopping centers e comércios em geral das cidades litorâneas devem seguir os protocolos já estabelecidos no Plano São Paulo, que têm validade até dia 4 de janeiro. Ou seja, o comércio e serviço no Ano Novo no litoral vão seguir o mesmo funcionamento do restante do estado . Confira:

  • O atendimento deve será de  10 horas por dia; antes, era permitido atendimento durante até 12 horas diárias; 
  • A capacidade de público é de 40%, 20% a menos do que na fase verde, em que a operação era permitida com até 60%. A medida também é válida para academias;
  • Bares e restaurantes podem funcionar até às 22h (antes, os clientes poderiam permanecer nos locais até às 23h). 
Você pode gostar também
buy cialis online