Nova Zona Azul de SP: veja o que muda na hora de estacionar seu carro

O usuário pode consultar o aplicativo da Nova Zona Azul de SP, que mostrará, em tempo real, onde estão as vagas disponíveis pela cidade

Nova concessão para operar a Nova Zona Azul de SP começa a valer a partir do dia 17 de novembro, terça-feira da semana que vem.  Após vencer licitação, a empresa Estapar será a única a gerenciar as 51.606 vagas de estacionamento rotativo da cidade de São Paulo.

Quais serão os valores?

Com a mudança, os valores cobrados dos usuários não mudam, tampouco as regras de utilização do serviço – que desde dezembro de 2016 deixou de utilizar papel e passou a funcionar de forma 100% digital, via aplicativo, no município. 

Vale ressaltar que, durante os 15 anos de contrato, a empresa passará à prefeitura, o valor de R$ 1,3 bilhão a título de outorga fixa e, de acordo com faturamento, mais outorga variável.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Segundo nota enviada pela prefeitura paulistana, com o novo contrato a concessionária “deverá modernizar o sistema com o emprego de tecnologias de identificação automatizada de uso das vagas; os serviços de aquisição de Cartão Zona Azul Digital e de informação ao usuário sobre vagas disponíveis para estacionamento em tempo real na cidade além de diversificar os meios de pagamento para o usuário”. 

Baixe o aplicativo da Estapar

Disponível em lojas virtuais da Apple e Google, o app da Estapar Nova Zona Azul/SP estará disponível para download gratuito a partir do dia 14.  Para se cadastrar, é necessário informar o CPF e criar uma senha para login.

Como adquirir créditos para estacionamento?

Até 16 de novembro, o usuário pode comprar seus CADs (Cartões Azuis Digitais) por meio do aplicativo das empresas já credenciadas pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) ou em um ponto de venda credenciado.  

A partir do próximo dia 17, a aquisição eletrônica dos CADs será exclusiva do aplicativo da Estapar, via cartão de crédito. Porém, será possível ativar CADs já comprados nos demais aplicativos, que seguirão operando até 15 de fevereiro de 2021, informa a Prefeitura. 

Em fevereiro do ano que vem, o cidadão terá necessariamente de migrar para o programa da Estapar, que incorpora automaticamente eventuais créditos já adquiridos.

A concessionária informa que, nos próximos meses, vai liberar as opções de compra via cartão de débito e carteiras virtuais, como Apple Play e Google Play. 

Quanto custa o cartão da Zona Azul de SP?

Um CAD equivale a uma hora de estacionamento e custa R$ 5, mesmo valor cobrado atualmente. Essa regra vale quando a placa de Zona Azul não indicar o tempo de validade do cartão. É permitido usar no máximo dois CADs, correspondentes ao período de duas horas, para estacionar na mesma vaga. 

Após esse período o veículo, fica sujeito a multa por infração grave (R$ 195,23, mais cinco pontos no prontuário) e guincho. Já a fiscalização é realizada pelos agentes de trânsito por meio da consulta da placa do veículo, também por meio de aplicativo. 

Vale lembrar que em vagas reservadas para pessoas idosas, portadoras de deficiência ou com dificuldade de locomoção, além do CAD ativo é obrigatório manter no painel do veículo o Cartão DeFis ou o Cartão Idoso, emitidos pelo DSV (Departamento de Operação do Sistema Viário).

Veja como consultar vagas disponíveis

Para localizar as vagas disponíveis de Zona Azul  em SP, o usuário pode consultar o aplicativo que mostrará, em tempo real, onde estão as vagas disponíveis pela cidade.

Lembrando também que, o usuário pode utilizar quantas placas desejar no mesmo app e ele é válido apenas para o uso exclusivo na capital paulista. 

Acompanhe as principais notícias de São Paulo.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes