Auxílio emergencial 2021: como fazer consulta da parcela extra

Mais de 11 mil pessoas têm direito ao novo pagamento, segundo o Ministério da Cidadania

Oficialmente o calendário de pagamentos do auxílio emergencial terminou em outubro, no entanto, um grupo de beneficiários ainda têm direito de receber o benefício. O dinheiro começou a ser liberado no dia 3. Para saber se você também vai receber o auxílio emergencial 2021 faça consulta da parcela extra. Veja a seguir como é simples esse procedimento.

Auxílio emergencial 2021 – consulta da parcela extra

A Dataprev liberou aos beneficiários do auxílio emergencial 2021 a consulta da parcela extra. Assim, é possível conferir a situação do benefício por meio do site Consulta Auxílio que pode ser acessado pelo computador ou celular, através do endereço https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/#/Depois, siga o seguinte passo a passo:

 – informe o CPF do beneficiário;

 – registre o nome completo;

 – informe o nome da mãe (ou clique em “mãe desconhecida”);

– informe a data de nascimento;

 – aperte o botão “não sou robô”;

– clique na opção “enviar”;

Você será direcionado para outra página do auxílio emergencial 2021, a consulta estará disponível na aba “Resultado do Processamento”, para conferir o resultado da contestação do auxílio emergencial que foi negado.

É possível conferir se o auxílio emergencial 2021 foi aprovado e será enviado para Caixa Econômica Federal, que é responsável pelos pagamentos. Também é possível conferir o valor que será liberado. As quantias variam conforme o perfil familiar e possui valores entre R$150 e R$375. 

É importante lembrar que os cidadãos inscritos no antigo programa Bolsa Família e que receberam as parcelas do auxílio emergencial 2021, não precisam fazer a consulta. Neste caso, aqueles que foram considerados elegíveis receberão o pagamento de forma automática.

O pagamento é a 8ª parcela do auxílio emergencial 2021?

Não. O benefício pago a partir desta sexta-feira se refere aos valores retroativos do auxílio emergencial 2021 para quem teve a 7ª parcela suspensa no mês de outubro. Isso aconteceu por possíveis irregularidades que foram constatadas na revisão mensal que é feita pelo Ministério da Cidadania.

Ainda não há informações oficiais sobre o pagamento da 8º parcela do auxílio emergencial, mas existe a possibilidade do retorno desse programa caso o governo não consiga a aprovação da PEC dos precatórios que irá viabilizar o Auxílio Brasil, novo programa de distribuição de renda.

Quem vai receber a parcela extra? 

Somente terão acesso ao dinheiro aqueles que fizeram a contestação no site da Dataprev até o dia 30 de novembro e foram considerados elegíveis ao pagamento devido ao cumprimento dos requisitos do programa. Dentre eles, estão:

  • estar dentro do limite da renda por pessoa que é de meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda total familiar não ultrapasse três salários mínimos (R$ 3.135,00)
  • estar com o CPF regular
  • não possuir vínculo de trabalho ativo
  • não estar recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou trabalhistas, como o seguro-desemprego;
  • não residir no exterior
  • ter feito o saque ou movimentação regular das outras parcelas através do Caixa Tem

Mais de 20 mil pessoas contestaram o bloqueio do benefício  e tiveram seus dados verificados novamente, segundo informações da Secretaria Nacional do Cadastro Único (SECAD). Apesar disso, o benefício será pago apenas para 11.279. Nesse grupo também estão os pedidos de contestação que são provenientes de decisões judiciais.

Confira também como vai ficar o bolsa família depois do auxílio emergencial 2021?

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes