Auxilio emergencial 2022: calendário pode durar até abril; entenda

Auxílio emergencial em 2022 é uma das possibilidades levantadas pelo governo federal

O auxílio emergencial em 2022 é uma possibilidade. Quem está cadastrado no benefício e gostaria que ele durasse por mais tempo pode ficar feliz com algumas hipóteses levantadas sobre o calendário durar até abril de 2022.

O governo federal tem sugerido que o repasse possa durar por mais meses, caso alguns critérios fiscais sejam cumpridos. Dessa forma, confira se o auxílio emergencial, em 2022, pode acontecer.

O Auxílio Emergencial 2021 vai até quando?

Segundo o jornal Valor Econômico, que cita uma fonte interna do governo federal, essa possibilidade do “auxilio emergencial 2022” existe sim. Isso aconteceria por conta das dificuldades que a gestão está tendo para viabilizar o Auxílio Brasil, que é o novo programa Bolsa Família, com nome diferente e algumas mudanças.

O novo programa, por ora, só deve ser aprovado se houver a reforma do Imposto de Renda. Portanto, conversas são feitas entre parlamentares para a liberação desse recurso.

No entanto, caso não passe, há a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial em 2022. Isso ocorre porque já foi aprovado o benefício, e a prorrogação é mais fácil de ser aceita pelos políticos.

Sendo assim, segundo informações que circulam o Palácio do Planalto, o auxílio emergencial está prestes a ser prorrogado até 2022. Além disso, uma ala até quer que o programa dure até abril.

Entretanto, ainda não há informação totalmente definida. Ainda assim, essa informação é a mais dita pelos bastidores em Brasília.

Essa fonte informou ao veículo de imprensa que “estudos sempre existem”, em relação ao aumento do benefício. Além disso, que o Ministério da Cidadania (que efetua tal pagamento) está “avaliando” a prorrogação.

Entretanto, “não há nenhuma definição”, completa a fonte ouvida pelo Valor Econômico.

Vai ter auxílio emergencial em 2022?

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), chegou a fazer uma sinalização, em discurso na última terça-feira, dia 28 de setembro. Naquele momento, ele falou que o país é rico e poderia atender quem é mais necessitado, por “mais tempo”.

Vale lembrar que o governo federal já tinha prorrogado em outros momentos o auxílio, quando o Congresso Nacional propôs isso. Em 2021, o benefício emergencial iria até julho. Entretanto, isso mudou e foi prorrogado por mais três meses, indo até outubro.

Assim, há essa “movimentação” pelos gestores para tentar anunciar uma nova prorrogação. Vale lembrar que, conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o poder público não pode fazer medidas de distribuição de dinheiro em ano eleitoral, por lei. Por isso, tem de fazer o quanto antes.

As informações são do portal de notícias UOL. O líder brasileiro esteve em um evento no estado da Bahia, quando afirmou publicamente que uma porção das pessoas que sofreram impactos econômicos, por conta da pandemia da covid, ainda não tinham se recuperado financeiramente.

Dessa forma, o Estado teria a obrigação de trabalhar para atender esse público. Uma das formas seria o auxilio emergencial em 2022.

Há algumas semanas, o titular da Cidadania, João Roma, também havia levantado a hipótese de prorrogação.

Entrevistado sobre o assunto, ele disse que o governo federal tinha obrigação de ajudar os aproximadamente 25 milhões de habitantes que teriam dificuldades financeiras, após acabar o auxílio emergencial, em 2021.

Dessa forma, ele disse que pretendia pagar o benefício até o ano que vem. Posteriormente, haveria um “desmame”. Ou seja, ele iria acabando aos poucos, reduzindo os valores.

Vale lembrar que, atualmente, tem havido alguns cortes mensais de beneficiários, depois de análises feitas pela Dataprev. Por exemplo, os pagamentos só retornaram pela última vez em abril. Contudo, o número de atendidos teve redução.

Atualmente, são aproximadamente 35 milhões de beneficiários. Entretanto, no começo do ano, eram cerca de 39 milhões.

Quando acaba o auxílio emergencial 2021?

Oficialmente, até o momento, o benefício do auxílio emergencial está previsto para acabar no fim do mês de outubro.

Sendo assim, os beneficiários têm expectativa de acabar na sétima parcela. Veja, abaixo, o calendário dos próximos saques e pagamentos da 7ª:

Os nascidos em janeiro terão a sétima (7ª) parcela será depositada em 20 de outubro. Ela poderá ser sacada, somente a partir de 1º de novembro.

No entanto, para nascidos em fevereiro, a 7ª parcela será depositada em 21 de outubro e só pode ser sacada em 3 de novembro. Assim, confira os demais dias da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021:

  • Nascidos em março: 7ª parcela depositada em 22 de outubro. Poderá sacar em 4 de novembro.
  • Nascidos em abril: 7ª parcela depositada em 23 de outubro. Saque libera em 5 de novembro.
  • Nascidos em maio: 7ª parcela depositada em 23 de outubro. Saque liberado em 9 de novembro.
  • Nascidos em junho: 7ª parcela depositada em 26 de outubro. Poderá sacar em 10 de novembro.
  • Nascidos em julho: 7ª parcela depositada em 27 de outubro. Poderá sacar em 11 de novembro.
  • Nascidos em agosto: 7ª parcela depositada em 28 de outubro. Poderá sacar em 12 de novembro.
  • Nascidos em setembro: 7ª parcela depositada em 29 de outubro. Poderá sacar em 16 de novembro.
  • Nascidos em outubro:  7ª parcela depositada em 30 de outubro. Poderá sacar em 17 de novembro.
  • Nascidos em novembro: 7ª parcela depositada em 30 de outubro. Poderá sacar em 18 de novembro.
  • Nascidos em dezembro: 7ª parcela depositada em 31 de outubro. Poderá sacar em 19 de novembro.

Ainda tem 6ª parcela?

Vale lembrar que alguns beneficiários ainda não receberam a sexta (6ª) parcela do auxílio emergencial, em 2021. Dessa forma, nascidos em julho ainda deverão sacar a 6ª parcela do recurso em 13 de outubro.

Além disso, nascidos em agosto têm essa parcela depositada em 29 de setembro. No entanto, o saque está previsto para ser liberado em 14 de outubro.

  • Para nascidos em setembro: a 6ª parcela será depositada em 30 de setembro. Ela será sacada em 15 de outubro.
  • Além disso,  nascidos em outubro recebem a 6ª parcela em 1º de outubro. O saque acontece em 18 de outubro.
  • Nascidos em novembro recebem depósito da 6ª parcela em 2 de outubro. Saque liberado em 19 de outubro.
  • Por fim, para nascidos em dezembro: a 6ª parcela será depositada em 3 de outubro. O saque libera em 19 de outubro.

É verdade que o auxílio emergencial vai até dezembro?

O auxílio começou em março do ano passado, 2020. Posteriormente, ele sofreu prorrogação. No entanto, a previsão concreta é que ele se estenda até o mês de outubro deste ano.

Ou seja, a última parcela seria paga em 31 de outubro para os nascido em dezembro. Depois disso, poderia ser sacada por quem já está cadastrado no benefício no dia 19 de novembro.

Portanto, até agora, não é verdade que o auxílio emergencial vai até dezembro deste ano.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes