Auxílio emergencial: calendário de saques vai até 2021

O calendário do auxílio emergencial indica que as datas para liberação de saques e transferências vão até 27 de janeiro de 2021.

O calendário do auxílio emergencial indica que as datas para liberação de saques e transferências vão até 27 de janeiro de 2021. No entanto, vale dizer que o pagamento do benefício não continuará no próximo ano. A última data de depósito em conta poupança digital é 29 de dezembro de 2020.

Ciclos do auxílio emergencial

O calendário do auxílio emergencial é dividido em ciclos, que indicam datas para pagamentos e para liberação de saques e transferências. Os beneficiários são divididos de acordo com o mês de nascimento. Esses ciclos são válidos para trabalhadores inscritos por meio do CadÚnico, ou através de site e aplicativo. Em cada ciclo, todos os beneficiários recebem uma parcela do auxílio, independente de qual seja ela.

Nota-se que, o calendário do auxílio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família é diferente. Leva em consideração o dígito final do número do NIS e ocorre nos dez últimos dias úteis do mês.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A saber, são seis ciclos do benefício no total. Veja os períodos de pagamentos:

  • Ciclo 1: entre 22 de julho e 26 de agosto;
  • Ciclo 2: entre 28 de agosto e 30 de setembro;
  • Ciclo 3: entre 30 de setembro e 01 de novembro;
  • Ciclo 4: entre 30 de outubro e 20 de novembro;
  • Ciclo 5: entre 22 de novembro e 12 de dezembro;
  • Ciclo 6: entre 13 de dezembro e 29 de dezembro.

Como visto o pagamento do ciclo 2 já se encerrou, mas a liberação para saques continua até 27 de outubro. Então, veja os períodos de saques e transferências dos ciclos restantes:

  • Ciclos 3 e 4: entre 07 de novembro e 05 de dezembro
  • Ciclos 5 e 6: entre 19 de dezembro e 24 de janeiro

Sendo assim, os dois últimos ciclos contam com datas do próximo ano. Confira as datas divulgadas pela Caixa Econômica Federal:

Tabela dos ciclos 5 e 6 do auxílio emergencial
Fonte: Agência Brasil/Reprodução

Quantas parcelas vou receber do auxílio emergencial?

Por fim, se definiu o pagamento do auxílio emergencial em cinco parcelas de R$ 600 (ou R$ 1200 para mães solteiras). Esse valor foi então reduzido pela metade e será pago até o fim do ano, em parcelas de R$ 300 (ou R$ 600 para mães solteiras), no que é chamado de auxílio emergencial residual. Desse modo, o número de parcelas que cada cidadão vai receber depende do mês que teve sua primeira parcela:

  • Quem obteve a primeira parcela em abril, receberá as cinco parcelas com valor integral e mais quatro parcelas residuais. São nove no total;
  • Quem obteve a primeira parcela em maio, receberá as cinco parcelas com valor integral e mais três parcelas residuais. São oito no total;
  • Quem obteve a primeira parcela em junho, receberá as cinco parcelas com valor integral e mais duas parcelas residuais. São sete no total;
  • Quem obteve a primeira parcela em junho, receberá as cinco parcelas com valor integral e mais uma parcela residual. São seis no total.
Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes