Bancos digitais: perguntas e respostas que você precisa saber

Se você tem dúvidas sobre o funcionamento dos bancos digitais, vamos respondê-las aqui.

Há muitos bancos digitais no mercado para você realizar transações totalmente online, economizar nas transferências ou ganhar um cartão de crédito sem anuidade. Já está aproveitando estes benefícios?

0 228

Você já tem uma conta em um dos tantos bancos digitais existentes? Se a resposta for positiva, certamente deve ter notado diferenças entre estes bancos e os bancos tradicionais.

Mas se você ainda está em dúvida sobre as características dos bancos digitais, você deve pesquisar sobre o tema e continuar lendo para saber como eles funcionam. Vamos responder a seguir algumas das perguntas principais. Confira!

 

O que são bancos digitais?

 

Antes de mais nada, para entender o que são bancos digitais, pense que até pouco tempo atrás a única opção existente para quem queria movimentar o dinheiro eram os bancos tradicionais. Você se lembra?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com eles, o cliente também precisava pagar por praticamente todos os serviços, mesmo que dentro de um pacotes de tarifas. Ainda hoje é assim!

Posteriormente, com a tecnologia, as coisas foram mudando. As fintechs, startups da área financeira, apareceram. E as demandas financeiras das pessoas passaram a ser atendidas no formato digital.

No caso dos bancos digitais, não há sede física nem atendimento em agência, e quase tudo que o cliente precisa acontece online.

Como esses bancos não têm sede física, eles também não têm gastos com a sua manutenção. Por essa razão conseguem oferecer serviços por uma tarifa bem menor ou até de forma gratuita.

 

Como funcionam?

 

Primeiramente, para abrir conta em um banco digital, você pode fazer todo o processo online através do site ou do aplicativo da instituição.

Você pode até mesmo escanear a documentação necessária ou a foto e enviar digitalmente, de forma rápida e sem burocracia.

Os bancos digitais oferecem praticamente os mesmos serviços dos bancos tradicionais, havendo opções não apenas para conta pessoa física, mas também jurídica.

Com eles, você pode pagar contas, fazer transferências e até pedir empréstimo. Muitas vezes, porém, como esses bancos ainda não têm acesso ao seu histórico, pode ser que o limite seja mais baixo do que o do seu banco tradicional.

Com relação à regulação, é o Banco Central que regula estas fintechs. Em abril de 2019, o Conselho Monetário Internacional anunciou também, através da resolução 4.658, novas regras de segurança para estas instituições financeiras que operam virtualmente.

Bancos digitais
Imagem: Reprodução/Unsplash

Bancos digitais oferecem risco?

 

Segundo o professor da FECAP e especialista em Administração Financeira e Finanças Pessoais, Márcio Wu, os bancos digitais são tão seguros quanto os bancos tradicionais.

“No final das contas, o maior beneficiário com certeza somos nós, os clientes. O Brasil tem um sistema financeiro muito concentrado na mão de poucos bancos e toda a concorrência trazida pelos bancos com certeza vai acabar resultando em serviços melhores e, espero eu, com custos menores para todos”, acredita.

Ele diz que o maior risco seria a questão da cibersegurança, ou seja, da proteção dos dados do cliente. Mas ele acredita que mesmo nesse quesito, as instituições têm trabalhado pesadamente para minimizar os riscos.

 

Seu dinheiro estará seguro?

 

De acordo com o professor Wu, bancos digitais oferecem segurança, mas é preciso entender que as instituições menores não contam com toda solidez financeira do capital que os grandes bancos contam. Nem com a confiança dos correntistas.

De qualquer forma, o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) garante depósitos à vista, depósitos na poupança ou mesmo aplicações em CDB ou RDB até um limite de R$ 250 mil.

“O FGC vai servir como um seguro para minimizar as possíveis perdas financeiras dos correntistas. O único ponto que talvez seja importante colocar é que o FGC não protege todos os instrumentos financeiros, como títulos públicos ou uma letra financeira emitida por um banco”, finaliza.

 

Como escolher um banco digital?

 

São muitas as opções de bancos digitais existentes no mercado brasileiro. Dentre eles: Nubank, Banco Inter, C6 Bank, Neon, Mercado Pago e PagSeguro. Você terá muitas alternativas para escolher.

Para decidir procure perguntar a alguém que já tenha conta qual a sua avaliação sobre a instituição. Igualmente, também dá para pesquisar em sites como o Reclame Aqui.

Da mesma forma, você pode pesquisar se a instituição oferece apenas conta pessoa física ou também jurídica. Veja qual a sua necessidade, compare e escolha bem. Assim você vai encontrar o melhor banco digital para sua necessidade.

Finalmente, outra dica importante é conferir os serviços oferecidos e o valor das tarifas e pacotes. Saiba que alguns bancos oferecem, inclusive, benefícios extras como cartão de crédito com cashback e sem anuidade. Dessa forma, você poderá fazer ainda mais economia. Experimente!

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes