Carteira de Trabalho Digital: saiba como emitir, tirar 2ª via e dar baixa online

Confira como tirar a Carteira de Trabalho Digital, e descubra o que muda no dia a dia de quem possui a CTPS física.

A Carteira de Trabalho Digital é o documento que registra a vida profissional do cidadão brasileiro. Em outras palavras, é ali que você tem controle dos empregos, férias, salários, entre outras informações que fazem parte da rotina do trabalhador.

Além disso, o documento ratifica as garantias constitucionais destinadas aos brasileiros. Como por exemplo, o seguro desemprego, os benefícios previdenciários, e o acesso ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Logo, é intrínseco que toda pessoa tire a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) antes de começar a exercer um ofício.

Desde o dia 24 de setembro de 2019, prevale, agora, o documento no formato digital. Portanto, quem for tirar a primeira via da Carteira de Trabalho Digital fará todo o processo online. Confira o passo a passo.

 

Carteira de Trabalho Digital como obter
Imagem: Reprodução / Unsplash

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como tirar a carteira de Trabalho Digital

Anteriormente, tirar a CTPS envolvia agendar um horário no site do Ministério do Trabalho e comparecer fisicamente a uma unidade de atendimento. Agora, entretanto, realiza-se todo o processo online.

Porém, não são todos os profissionais que farão a transição para o digital. Trabalhadores contratados por órgãos públicos e organismos internacionais ainda devem utilizar a versão em papel. Nesses casos, é necessário encaminhar o pedido da 1ª via por e-mail. 

Ademais, para as pessoas que já possuem registros na CTPS física, é importante mantê-la. Apesar das novas informações serem agora cadastradas no meio digital, os dados anteriores a transição podem não estar disponíveis por completo no aplicativo. Então, é importante guardar a Carteira de Trabalho como um recurso de segurança.

Por fim, empregadores que não utilizam o eSocial podem solicitar dos colaboradores a Carteira de Trabalho Física até o final de 2020. Nesses casos, a emissão da 1ª via deve ser agendada pelo empregado, por meio do número 158.

 

Carteira de Trabalho Digital como emitir
Imagem: Reprodução / Unsplash

Carteira de Trabalho Digital

Para obter a CTPS digital basta ter um CPF. Aliás, não é mais necessário pedir a emissão do documento e sim, somente autenticá-lo a partir do preenchimento das informações pessoais no site do governo. Para quem não fizer essa validação, o registro aparece apenas como dados pessoais de qualificação civil.

Passo a passo para obter a Carteira de Trabalho Digital:

Na sequência, você tem a acesso as suas informações laborais pelo site ou via aplicativo, que está disponível para download nos celulares IOS e Android.

Caso você não consiga acessar o site do governo ou o aplicativo, contacte o seu banco, a Caixa Federal, o Banco do Brasil ou uma unidade do Ministério da Economia.

 

CTPS digital
Imagem: Reprodução / Unsplash

2° via da CTPS

Devido a transição para a CTPS digital, os novos trabalhadores não precisarão mais se submeter ao processo de retirada da 2° via. Entretanto, se o seu documento físico possui dados importantes, que precisam ser recuperados, confira como tirar uma nova via da carteira de trabalho.

Passo a passo para obter a 2° via da carteira de trabalho por meio do agendamento:

  • Faça um agendamento no site do Ministério do Trabalho, ou ligue para 158 (se o agendamento online não estiver disponível na sua região)
  • No site, preencha os campos e insira o código de segurança. Em “tipo de atendimento”, coloque “Emissão de Carteira de Trabalho Brasileiro”
  • Em seguida, selecione a unidade mais próxima e clique no ícone de calendário para escolher uma data
  • Por fim, complete a solicitação com os dados pessoais requisitados

Em conclusão, você precisará separar alguns documentos para solicitar a 2° via da Carteira de Trabalho, confira a lista:

  • Comprovante de residência com CEP (conta de água, luz, telefone, gás, etc);
  • Documento de identificação original (por exemplo: RG ou CNH);
  • Comprovação de estado civil;
  • Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento ou Certidão de Casamento Averbada;
  • Documento que comprove o número da Carteira de Trabalho anterior (cópia da ficha de registro de empregado com carimbo do CGC/CNPJ da empresa, termo de rescisão do contrato de trabalho homologado; extrato de PIS ou FGTS);
  • Boletim de Ocorrência original (em casos de furto, roubo, perda ou extravio).

 

Carteira de trabalho física segunda via
Imagem: Reprodução / Simply Pag

 

Por fim, há também a possibilidade de ir direto a um posto do Ministério do Trabalho. Para retirar a 2° via da Carteira de Trabalho, tenha em mãos:

  • Recibo do recolhimento do FGTS;
  • Homologação (documento formal fornecido após a rescisão de contrato);
  • Comprovante de seguro-desemprego recebido;
  • Contracheque;
  • Recibo de férias.

 

Como dar baixa na Carteira de Trabalho Digital

Em conclusão, aprenda a dar baixa na Carteira de Trabalho Digital. Atividade que é realizada por meio do sistema eSocial.

Então, para fazer a rescisão do contrato, basta acessar a aba “Contrato de Trabalho” e em seguida, informar a data de saída e preencher o campo “assinatura do empregador”.

 

Fonte: Governo do Brasil, Jornal Contábil, UOL Economia, Serasa, Blog Hora do Lar. 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes