China prepara primeira exposição internacional sobre América Latina

Feira ocupará área de 30 mil metros quadrados em Zhuhai, cidade na costa sul da China, entre Hong Kong e Macau.

BEIJING – Entre os dias 9 e 11 de novembro, acontece na cidade de Zhuhai, na província de Guangdong (Cantão), a primeira exposição internacional China-América Latina e Caribe. O evento, organizado pela Câmara de Comércio Internacional da China, pretende reunir cerca de 400 expositores, inclusive de pequenas e médias empresas.   A escolha leva em conta o poderio econômico da província e seu papel no comércio exterior. A baía da Guangdong, no delta do Rio das Pérolas, costa sul da China, é composta por nove cidades, entre elas Hong Kong e Macau – estão em fase final as obras de um conjunto de pontes e túneis para conectar Zhuhai às vizinhas por uma via terrestre. A cidade foi uma das quatro primeiras zonas econômicas especiais da China, com condições favoráveis para as trocas comerciais com o resto do mundo.

A economia de Guangdong é a maior entre as províncias da China e atingiu em 2016 um PIB de US$ 1,157 trilhão. Também é a maior em comércio exterior. No ano passado, foram US$ 954 bilhões em exportações e importações, um quarto do total do país. Só com a América Latina, o volume atingiu US$ 278 bilhões, um sétimo do total da China. Os países da América Latina são alvo de uma série de políticas implantadas pelo presidente da China, Xi Jinping, que desde o início de seu governo, em 2013, já fez três visitas à região. O bloco também foi convidado a se juntar à iniciativa Um Cinturão, Uma Rota, lançada por Xi como uma proposta para promover maior cooperação internacional. Em linha com tais diretrizes, Zhuhai estabeleceu políticas preferenciais para a região, disse Zhu Qingqiao, ex-diretor-geral do Departamento de América Latina e Caribe do Ministério das Relações Exteriores da China e atual vice-prefeito da cidade.

porto da ChinaBenefícios da China

Nesta quarta-feira, em Beijing, no evento de apresentação da exposição, Zhu mencionou que as medidas incluem benefícios aduaneiros e fiscais, como um desconto de 15% no imposto de renda para as empresas que se estabelecerem em Zhuhai. A cidade inaugurou neste ano uma via marítima para o porto de Vitória, no Espírito Santo. Em Zhuhai, na zona piloto de livre comércio de Hengqin, está sendo construído um parque para abrigar empresas da América Latina, que contarão com serviços oferecidos pelas autoridades locais sob medida para esse público, inclusive com atendimento em espanhol e português.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Empresas chinesas que já têm negócios com a região ou interessadas nela também poderão se estabelecer no parque. A exposição acontecerá em outro local da cidade, mas é um gancho para as obras do parque, que ainda estão em andamento. Para a feira que será realizada em novembro, em uma área de 30 mil metros no Centro Internacional de Convenções e Exposições de Zhuhai, os organizadores oferecem condições especiais para os expositores da América Latina. Uma delas é a isenção de aluguel dos estandes, disse Niu Jing, secretário do comitê da zona de livre comércio de Hengqin. Guo Yinghui, diretor-geral do Departamento de Exposições da Câmara de Comércio, disse que o evento não se limita ao âmbito comercial. A intenção é promover também maior cooperação tecnológica e cultural, afirmou. (A jornalista viajou a convite da Associação de Diplomacia Pública da China)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes