Saiba como calcular o valor do 13º salário para 2020

Valor é pago de maneira proporcional aos meses trabalhados, mas pode ter descontos na segunda parcela

Trabalhadores de carteira assinada e com, no mínimo, 15 dias de serviço tem direito ao abono extra. Assim, o valor leva em conta os meses trabalhados pelo empregado, de maneira proporcional. Portanto, calcular o 13º salário é simples para aqueles que trabalharam o ano todo.

 

Como calcular o 13º salário?

O cálculo é o salário integral do trabalhador dividido por 12, multiplicado ao número de meses trabalhados ao longo do ano. Assim, o trabalhador recebe 1/12 por cada mês trabalhado. Além disso, em casos de horas extras e comissões, esses valores também são adicionados ao valor do salário, base para o cálculo da parcela do 13º salário. Então, para exemplificar, considera-se uma pessoa que trabalhou entre abril e dezembro de um ano, ganhando o salário de R$ 2000. Veja o calculo que ela deve fazer:

  • R$ 2000 ÷ 12 ( total de meses do ano) = R$ 166,66
  • R$ 166,66 x 9 (quantidade de meses trabalhados = R$ 1499,94

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Feito a conta, nota-se que o décimo terceiro deve ser igual à R$ 1499,94. A conta é mais simples para aqueles que trabalharam o ano todo e devem receber um salário inteiro a mais. Entretanto, é importante lembrar que:

  • Caso você já tenha recebido uma parte do 13º salário adiantado durante as férias, receberá só a segunda parcela.
  • Na segunda parcela, que será paga até 20 de dezembro, você recebe um valor equivalente ao salário de novembro, descontando Imposto de Renda e INSS sobre esse salário inteiro, e também o valor da primeira parcela que você já recebeu. Ou seja, o valor da segunda parcela será menor que o da primeira.
  • Se o salário sofrer reajuste depois do pagamento da primeira parcela, o trabalhador deve receber a diferença junto com a segunda parcela. A empresa também não precisa pagar as parcelas para todos os funcionários ao mesmo tempo.

 

Quais os descontos sobre a segunda parcela?

Sobre a segunda parcela, são descontados o Imposto de Renda e INSS. Em suma, o valor da segunda parcela será menor que o da primeira. Assim, aqueles que desejam calcular a segunda parcela do 13º salário devem considerar os descontos.

INSS

  • Salário de até R$ 1.659,38 tem desconto de 8%;
  • De R$ 1.659,39 a R$ 2.765,66 tem desconto de 9%;
  • De R$ 2.765,67 até R$ 5.531,31 tem desconto de 11%;
  • Acima de R$ 5.531,31 tem desconto de R$ 608,44.

Imposto de renda

  • Salário de até R$ 1.903,98 não tem desconto ou parcela a deduzir;
  • De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 possuem desconto de 7,5%, com a dedução de uma parcela de R$ 142,8;
  • De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 possuem desconto de 15%, com a dedução de uma parcela de R$ 354,8;
  • Salários de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 possuem desconto de 22,5%, com a dedução de uma parcela de R$ 636,13;
  • Acima de R$ 4.664,68 possuem desconto de 27,5%, com a dedução de uma parcela de R$ 869,36.

 

Quem tem direito?

Todos os trabalhadores com carteira assinada recebem o décimo terceiro. Bem como, os beneficiários da Previdência Social, aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Dessa forma, a partir de 15 dias trabalhados o funcionário já tem direito à gratificação.

 

Quando o 13º salário é pago?

  • Trabalhadores que terão pagamento em parcela única receberão os pagamentos até 30 de novembro;
  • Trabalhadores que terão duas parcelas receberão a primeira até 30 de novembro e a segunda até 20 de dezembro.

 

Leia também:

13º dos servidores públicos de SP será pago até 20 de dezembro

Valor do 13º será integral para quem teve jornada reduzida

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes