Como cadastrar empregada doméstica no eSocial Doméstico?

Cadastros em atraso devem ter pagamento de guias retroativas com incidência de multas de 0,33% por dia

Empregadores domésticos devem realizar o cadastro de seus funcionários no sistema do eSocial Doméstico. Através dele, serão geradas as guias de pagamento, que juntam todos os impostos relativos ao empregado doméstico que o patrão tem que pagar, mais o FGTS a ser recolhido, poderá ser impressa a partir de 1º de novembro no portal. Confira como fazer o cadastro:

 

Como cadastrar o empregador no eSocial Doméstico?

A relação trabalhista ganha validade quando o empregador e doméstica possuem cadastro no sistema. Para o empregador, é necessário informar o CPF e data de nascimento. O primeiro acesso pode ser feito através de um certificado digital ou código de acesso. Assim, o sistema verifica a base de dados do Imposto de Renda e a existência de declaração.

Caso o empregador não tenha feito a declaração do IRPF, serão solicitadas outras informações para gerar o código de acesso: CPF, data de nascimento  e título de eleitor. Além disso, após o cadastro, o sistema irá solicitar informações complementares que são opcionais, que inclui:

  • Opção pelo Registro eletrônico de Empregados;
  • Indicativo de Situação da Pessoa Física;
  • Informações de Empresa de Software.

 

Como cadastrar empregada doméstica no eSocial Doméstico?

Depois de se cadastrar como empregador, então, o sistema disponibiliza na tela de Gestão de Trabalhadores a opção “Cadastrar/Admitir” para incluir novos empregados. Assim, as informações solicitadas são:

  • CPF;
  • data de nascimento;
  • data de admissão;
  • país de nascimento;
  • número do NIS (NIT/PIS/PASEP);
  • raça/cor;
  • escolaridade;
  • número, série e UF da CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social);
  • endereço de residência do trabalhador;
  • endereço do local de trabalho;
  • tipo de contrato (indeterminado ou determinado);
  • cargo;
  • salário e periodicidade de pagamento (por hora, dia, semana, quinzena ou mês);
  • por fim, jornada contratual.
Leia também

Descubra como sacar o FGTS rescisão pelo aplicativo

Saiba como pedir a antecipação do saque-aniversário do FGTS

- PUBLICIDADE -

Para consultar os passos concluídos no cadastro, basta ficar atento na linha localizada na parte superior da tela. Os itens em laranja indicam o campo atual, e é possível voltar ou ir para o próximo item.

 

É possível cadastrar mais de um empregado doméstico?

O empregador pode cadastrar mais de um empregado doméstico, e o procedimento é o mesmo para os outros funcionários, registrados em um mesmo CPF de empregador. Entretanto, a guia do eSocial é gerada uma única vez, somando os tributos em uma única guia e o valor é proporcional aos salários.

 

O cadastro pode ser feito com data em atraso?

O sistema do eSocial permite que o registro de empregados seja feito com data retroativa. Caso haja atraso no cadastro, o empregador deve inserir a data exata do primeiro dia de trabalho do empregado doméstico.

Da mesma maneira, serão geradas guias retroativas para o recolhimento dos tributos. Além disso, serão acrescidas de multa, com 0,33% por dia de atraso, que devem ser quitadas de uma única vez.

 

Leia também:

Confira o reajuste das alíquotas do eSocial para Simples Doméstico

- PUBLICIDADE -

Saiba como emitir a carteira de trabalho digital no celular

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes