Covid-19: confira 6 direitos de quem contraiu em trabalho

Segurados do INSS e cidadãos possuem direitos trabalhistas e previdenciários caso se enquadre como doença ocupacional

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu, em abril, que casos de contaminação por trabalhadores pelo novo coronavírus podem ser enquadrados como doença ocupacional. Entretanto, o reconhecimento não é automático. Por isso, é possível saber os direitos de quem contraiu o Covid-19.

 

Quais os direitos de quem contraiu Covid-19?

O Covid-19 atingiu uma grande parcela da população. Trabalhadores contaminados ou dependentes que tiveram parentes mortos pelo vírus possuem direitos trabalhistas e previdenciários. Além disso, existem direitos constitucionais para o trabalhador infectado, como recolhimento do FGTS e convênio médico.

Assim, o novo coronavírus pode enquadrar como doença ocupacional quando adquirida ou desencadeada em função da realização de atividades cotidianas no trabalho. Aqueles que acreditam se enquadrar possuem os seguintes direitos:

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

1. Aposentadoria por invalidez

Paga ao cidadão que está permanentemente incapaz de exercer atividades laborais e que não pode receber reabilitação, a aposentadoria por invalidez é disponível de acordo com a perícia do INSS. Se o segurado tenha contraído o vírus e adquirido problemas graves que impossibilitam sua atuação no mercado, é possível solicitar.

Assim, ele terá direito à 100% da média salarial se a invalidez for em decorrência de atividade profissional. Entretanto, primeiro o segurado deve requerer o auxílio-doença. De acordo com a perícia, o trabalhador poderá receber a indicação para a aposentadoria por invalidez.

 

2. Auxílio-doença

O pagamento do auxílio-doença é feito para os segurados que estejam temporariamente incapacitados. Ou seja, aqueles que foram infectados pelo novo coronavírus estão aptos para solicitar. Também chamado de auxílio por incapacidade temporária, ele é pago para a partir do 16º dia em que o segurado se afastou da ocupação.

Portanto, o valor equivale a 91% so resultado da média aritmética simples dos maiores salários correspondentes a 80% do período contributivo.

 

3. Pensão por morte

Os parentes daqueles que faleceram por conta do novo coronavírus podem solicitar a pensão por morte. A duração do benefício pode variar dependendo da idade dos beneficiários, e é pago aos seus dependentes pelo INSS. O valor é 50% da aposentadoria por invalidez e mais 10% para cada dependente.

Quem pode pedir são: cônjugue ou companheira, filhos e equiparados, pais e irmãos. Além disso, é preciso comprovar a dependência econômica e, em caso de irmãos e filhos, ter menos de 21 anos.

 

Foto: prostooleh/Freepik

4. Indenização

Entre os direitos de quem contraiu Covid-19 no trabalho está a indenização. Entrando na justiça, empregados podem pedir indenização por dano moral ou material (caso tenha gastos médicos). Entretando, vai ter que demonstrar qual a perda que teve.

 

5. Garantia de emprego

Se o trabalhador foi contaminado durante o expediente, é possível ter direito a 12 meses de estabilidade no emprego. Dessa forma, a infecção pode ser uma doença ocupacional, se houver a comprovação.

 

6. FGTS e plano de saúde

A empresa tem a obrigação de recolher o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) do funcionário que tiver afastamento por um período superior a 15 dias. Além disso, ele tem direito a plano de saúde, dependendo da companhia, se suspenso em virtude de auxílio-doença.

 

Como solicitar os direitos e benefícios?

O segurado deve, portanto, agendar sua perícia presencial em uma das agências do INSS que estão prestando serviço, pelo site Meu INSS ou pelo telefone 135. Entretanto, não é possível agendar perícia diretamente para a aposentadoria por invalidez, já que o cidadão deve requerer o auxílio-doença antes.

Para os casos de pensão por morte, o pedido deve ser feito na internet ou trelefone 135.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes