Entenda como funciona o aviso prévio indenizado

O valor do aviso prévio indenizado é de um salário integral, com a adição das verbas rescisórias.

O aviso prévio se trata basicamente de uma notificação antecipada sobre o desligamento de um funcionário, seja por iniciativa do mesmo ou do empregador. Durante esse período o trabalhador pode exercer ou não suas atividades profissionais. Para a primeira situação dá-se o nome de aviso prévio trabalhado, já para a segunda situação de aviso prévio indenizado.

Nota-se que, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) permite que o empregado ou o empregador encerre o vínculo de trabalho a qualquer momento, mesmo que não haja justa causa.

Quem tem direito a aviso prévio indenizado?

Se é o funcionário que pede demissão, o aviso é seu dever e direito do empregador. Ao passo que, se o empregado com carteira assinada é demitido sem justa causa tem direito ao aviso prévio e o empregador deve cumprir esse período.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Sendo assim, caso a empresa demita o funcionário e não deseja que ele continue trabalhando durante o aviso, ela ainda tem a obrigação de pagar o salário do mês e o período proporcional do mesmo. Isso é caracterizado como aviso prévio indenizado.

No entanto, se o trabalhador pede demissão, o empregador pode escolher entre indicar ou não o aviso prévio. Ficando obrigada apenas de pagar as verbas rescisórias.

Quantos dias?

O aviso prévio indenizado é de 30 dias. Mas nesse caso, o funcionário não trabalha durante esse mês e recebe sua remuneração devida, como se tivesse exercido suas atividades.

Ademais, em 2011 foi criado o aviso prévio proporcional. O qual, dá direito há mais três dias de aviso a cada um ano trabalhado na empresa, além dos 30 dias iniciais. No entanto, essa modalidade não vale para o aviso prévio indenizado.

Como é calculado o aviso prévio?

O valor do aviso prévio indenizado é de um salário integral, com a adição das verbas rescisórias. Por isso, o cálculo usa como base a remuneração recebida a cada mês e deve receber acréscimos, quando devidos, de salário gratificação, comissões horas extras, adicionais noturnos, de periculosidade e insalubridade.

Diferença entre aviso prévio indenizado e aviso prévio trabalhado

Como visto, a principal diferença entre os dois tipos de aviso prévio é que em um o funcionário deve trabalhar durante o período estabelecido e recebe sua remuneração normalmente, e em outro ele é dispensado imediatamente do trabalho e recebe uma quantia de indenização.

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes