Prazo para solicitar saque emergencial de R$ 1.045 termina na quinta-feira

São cerca de R$ 7,9 bilhões do saque emergencial, creditados nas contas poupança social digital e que voltaram para as contas vinculadas aos trabalhadores

Termina na próxima quinta-feira (31) o prazo para a solicitação do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), de R$ 1.045. O valor do saque considera a soma dos saldos das contas ativas e inativas do FGTS. São cerca de R$ 7,9 bilhões do saque emergencial, creditados nas contas poupança social digital e que voltaram para as contas vinculadas aos trabalhadores, segundo a Caixa.

 

Prazo para o saque emergencial

O saque emergencial teve definição pela Medida Provisória nº 946, de 7 de abril.  É possível consultar o valor e a data do saque no aplicativo do FGTS e no site da Caixa. Bem como através da Central Telefônica da Caixa, pelo número 111, ou pelo Internet Banking. A organização do saque é feita maneira semelhante ao do auxílio emergencial. Com datas para depósito em conta poupança social digital e para liberação de saques e transferências, de acordo com o mês de aniversário. Assim sendo, todos os créditos em poupança foram feitos até 21 de setembro.

Portanto, todos os trabalhadores que tiveram crédito feito podem movimentar livremente os valores até o final do ano. Entretanto, como a medida foi estabelecida por conta da pandemia e deve cumprir o estado de calamidade pública, que não continuará em 2021, o saque emergencial tem prazo em 31 de dezembro, junto de outros benefícios emergenciais.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como fazer o saque?

Em suma, caso o trabalhador mude de ideia e decida retirar o dinheiro, ele pode fazer o saque emergencial de R$ 1.045 após solicitar à Caixa Econômica Federal até 31 de dezembro. “Caso o trabalhador queira receber o valor, poderá realizar a solicitação pelo aplicativo FGTS até o dia 31/12/2020. O valor será creditado na poupança social digital e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem”, informou o banco.

Para receber o FGTS emergencial após o prazo dado de 30 de novembro, é preciso fazer a atualização dos dados cadastrais. Os trabalhadores que ainda não receberam devem, então:

  1. Acessar o aplicativo FGTS;
  2. Complementar os dados cadastrais;
  3. Por fim, solicitar o saque dos valores, que serão creditados na conta poupança social digital.

Logo em seguida, irá informar o valor e a data de crédito. Porém, não existe uma segunda liberação para aqueles que já receberam os valores ou para aqueles que recusaram informando a Caixa. Os trabalhadores podem entrar em contato nos canais de atendimento, no aplicativo FGTS, site fgts.caixa.gov.br, Central de Atendimento Telefônico Caixa 111, opção 2 ou Internet Banking CAIXA.

 

Leia mais:

Nova rodada de saque emergencial do FGTS está prevista para 2021

Próximo pagamento do PIS/PASEP será em janeiro; veja o calendário

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes