Dólar dispara e fecha cotado a R$ 5,76 em dia complicado nos mercados

Na máxima do dia, o dólar atingiu maior cotação desde 18 de maio puxada pelas eleições nos EUA e onda de covid-19

A quarta-feira foi um dia complicado no mercado financeiro global, e isso não exclui o Brasil, que viu o dólar disparar. No final da tarde, a moeda norte-americana fechou em alta de 1,31%, vendida a R$ 5,7599.

Na maior cotação do dia, o dólar chegou a R$ 5,79, maior valor ao longo de um dia de negociação desde 18 de maio. Naquela data a moeda chegou a valer R$ 5,8025.

Na mínima do dia, chegou a a R$ 5,7025.

Maior valor ainda foi visto no câmbio do dólar turismo, que chegou a R$ 6,0186.

Na parcial do mês de outubro, o dólar acumula alta de 2,52%. No ano já tem valorização de 43,65%.

Segundo os analistas, a alta da moeda dos Estados Unidos se dá, em geral, por conta da crescente dos casos de covid-19 em países do hemisfério norte, além da aproximação da eleição presidencial norte-americana.

Outros índices além do dólar

A Bovespa, Bolsa de Valores de São Paulo, caiu 4,25%, chegando aos 95.368 pontos, no cenário de pessimismo com a economia mundial. Esse foi o pior índice desde 2 de outubro.

O pior desempenho do dia ficou com ações da Cielo, que fecharam o pregão com queda de 11,66%.

O Euro, moeda do bloco econômico europeu, fechou o dia cotado a R$ 6,7660.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes