Receita Federal já pagou R$ 31 bilhões em restituições; veja como solicitar

O valor de restituições de Imposto de Renda aumentou 7% neste ano. O direito é pago pela Receita Federal a pessoas físicas e jurídicas.

A restituição da Receita Federal atingiu o valor de R$ 31 bilhões, mas também em reembolsos e ressarcimentos. Isso significa um aumento de 7% em relação ao mesmo período do ano passado, que foi de R$ 29 bilhões. Sendo assim, quem caiu na malha fina tem direito de receber o valor corrigido, mesmo depois do período de restituições entre janeiro e outubro de 2020.

Além disso, mais de 690 mil micro e pequenas empresas, que optam pelo Simples Nacional, tiveram crédito superior a R$ 500 bilhões. Ao todo, 830 mil pessoas jurídicas foram beneficiadas. Por outro lado, cerca de 17 milhões de contribuintes com o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) também participaram da restituição, reembolsos e ressarcimentos da Receita Federal.

A restituição do Imposto de Renda na malha fina teve três lotes de pagamento. Além disso, contou com um lote residual no final de outubro.

A Receita alerta para que, periodicamente, os contribuintes consultem a Caixa Postal localizada no Portal e-Cac, mesmo aqueles que não possuem adesão ao Domicílio Tributário Eletrônico (DTE). Isto porque muitos créditos não são entregues por alguma falha que pode ser resolvida pelo próprio contribuinte na internet.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Por fim, vale ressaltar que as restituições do Imposto de Renda pagos em 2020, tem como base as declarações de 2019. Quem declarou em 2020, só recebe possíveis reembolsos e ressarcimentos em 2021, entre os meses de julho e outubro.

Como consultar Restituições do Imposto de Renda?

A consulta para receber restituição, ressarcimentos ou reembolsos do IRPF é pelo site da Receita Federal. Sendo assim, acesse o site do órgão federal (www.servicos.receita.fazenda.gov.br). Em seguida o cidadão deve informar:

  • CPF;
  • Data de Nascimento;
  • Inscrição de código de seis caracteres que aparece em imagem.

Depois disso, clique em “Consultar”. Dessa forma, se você tiver direito, aparecerá a quantia de restituição.

Outra forma de consulta é o acesso ao aplicativo Pessoa Física, disponível para Android e iOS. Para isso:

  • Acesse o serviço Consulta Restituição;
  • Informe o CPF e o exercício da declaração desejada;
  • Caso a restituição ainda não tenha sido creditada, clique sobre a estrela;
  • Quando a restituição for enviada para a conta informada na declaração, o dispositivo receberá o alerta: “Restituição enviada para o banco“.

Leia também

Informar Erro
Fonte Receita Federal

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes