Extrato do Imposto de Renda: saiba como acessar e consultar o seu

Documento permite visualizar o status da declaração, com um compilado de informações da Receita Federal

O extrato do Imposto de Renda é um documento que mostra o status da sua declaração, e possui um compilado de informações da Receita Federal. Geralmente o documento é consultado por quem caiu na malha fina ou quer organizar os pagamentos de pendências com a Receita. Além disso,  o contribuinte pode usar o documento para comprovar o recebimento de um determinado rendimento mensal.

 

O que o extrato indica?

O serviço permite resolver as pendências da malha fina, identificando quais pontos deixaram a declaração na malha, organizar os pagamentos conferindo se o pagamento de quotas do IRPF está correto e solicitar a restituição. Assim, permite que:

  • Identifique eventuais pendências que deixaram a declaração em malha e saiba como resolvê-las por meio de retificação da declaração, apresentação digital dos documentos comprobatórios ou agendamento de atendimento para apresentação desses documentos;
  • Verifique se o pagamento mensal das quotas do IRPF estão sendo pagas corretamente;
  • Solicite, altere ou cancele o débito automático das quotas;
  • Imprima o DARF atualizado para pagamento das quotas, inclusive as quotas em atraso;
  • Solicite o Pedido de Pagamento de Restituição (PERES);
    Identifique e parcele eventuais débitos em atraso.

 

Como acessar e consultar o extrato do Imposto de Renda?

  1. Clique a plataforma do e-CAC, usando Certificado Digital ou Código de Acesso;
  2. Acesse a página Meu Imposto de Renda e preencha os dados, usando o código de acesso;
  3. Clique em Declarações e Demonstrativos;
  4. Selecione Meu Imposto de Renda – Extrato da DIRF.

 

Como gerar o código de acesso?

  1. Clique em “Código de Acesso”;
  2. aparecerá uma lista e deverá selecionar a primeira opção, “Gerar Código de Acesso para pessoa física”;
  3. preencha os dados solicitados pelo programa da Receita Federal;
  4. após finalizar a etapa, clique em “Avançar”;
  5. a Receia Federal pedirá outros dados e os números dos recibos das últimas declarações, excluindo os dois últimos algarismos, e pedirá, também, para fazer a leitura das instruções com o objetivo de gerar uma senha, que deve ter entre oito e quinze caracteres, incluindo números, letras maiúsculas e letras minúsculas;
  6. depois, clique em “Gerar Código” e anote em um lugar seguro junto com a senha.

- PUBLICIDADE -

Portanto, é importante que o contribuinte guarde a numeração de 12 dígitos do recibo ao fazer a Declaração do Imposto de Renda. Ela pode ser encontrada na última declaração feita ou no aparelho onde o documento foi gerado.

Leia também

Veja como declarar empréstimo consignado no Imposto de Renda

Aplicativo Meu Imposto de Renda: veja como declarar pelo…

Corrigir erros na declaração
Foto: Fernanda Siebra/Diário do Nordeste

 

Situações do extrato do Imposto de Renda

A partir do extrato do Imposto de Renda, é possível visualizar o status da sua declaração e as ações necessárias a partir de cada um deles. Confira:

A declaração foi recebida, mas o processamento ainda não foi concluído.

Indica que após o processamento da declaração, o contribuinte tem direito a restituição, mas que ainda não foi disponibilizada na rede bancária. Para recebimento da restituição, o contribuinte não poderá ter pendências de débitos no âmbito da RFB e ou da PGFN.

A declaração foi recebida e o seu processamento concluído.

AVISO: A situação “processada” não significa que o resultado apurado tenha sido homologado, podendo ser revisto de ofício pela Administração Tributária (artigo 150, § 4º, do Código Tributário Nacional – CTN).

Durante o processamento da declaração foram encontradas pendências em relação a algumas informações. O contribuinte deve regularizar as pendências.

Indica que a declaração foi recepcionada, encontra-se na base de dados da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil e aguarda:

a) a apresentação de documentos solicitados em intimação enviada ao contribuinte; ou
b) a conclusão da análise de documentos entregues pelo contribuinte por meio de agendamento, em atendimento à intimação a ele enviada, ou para apresentar Solicitação de Retificação de Lançamento (SRL).

Indica que a declaração anterior foi substituída integralmente por declaração retificadora apresentada pelo contribuinte.

Indica que a declaração foi cancelada por interesse da administração tributária ou por solicitação do contribuinte, encerrando todos os seus efeitos legais.

A declaração está sendo analisada. Aguarde correspondência da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil.

 

 

Declaração do IRPF de 2021

Contribuintes com rendimentos superiores a R$ 28.559,70 em 2020 tem entre março e abril para acertar contas com a Receita Federal e começar a enviar a declaração do Imposto de Renda 2021. Dessa forma, a declaração feita neste ano é referente a renda de 2020. Nos casos onde o Fisco detectar que o contribuinte pagou mais impostos do que o devido, receberão a Restituição do Imposto de Renda.

Em geral, o prazo de declaração começa tradicionalmente no dia 1 de março e encerra em 30 de abril, oferecendo 60 dias para prestar contas. Apesar de no ano passado, por conta da pandemia, a Receita Federal ter prorrogado a data final para 30 de junho, espera-se que o calendário volte ao normal em 2021.

 

- PUBLICIDADE -

Leia também:

Saiba tudo sobre o Meu INSS e como usar os serviços disponíveis

Renovação da CNH em 2021: veja as data para não perder o prazo

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes