Saiba tudo sobre o Meu INSS e como usar os serviços disponíveis

Através do Meu INSS, que está disponível em site e aplicativo, é possível fazer solicitações sem sair de casa.

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) contam com um sistema que facilita e agiliza o acesso a serviços e benefícios do órgão. Através do Meu INSS, que está disponível em site e aplicativo, é possível fazer solicitações sem sair de casa. Como por exemplo, simular aposentadoria, tirar extrato de benefício, solicitar salário-maternidade e atualizar dados de cadastro.

A plataforma tem sido importante durante a pandemia da Covid-19, de modo a manter o isolamento social. Nota-se que até setembro do ano passado, o atendimento presencial nas agências do INSS ficou suspenso. Além disso, também foi possível pedir o auxílio-doença sem a realização de perícia médica, por meio do envio de atestado.

O que é o Meu INSS?

O Meu INSS é uma plataforma criada para facilitar as demandas dos segurados do INSS. São mais de 90 serviços oferecidos, os quais podem ser realizados à distancia, sem a necessidade de comparecer a uma agência do órgão. O objetivo é diminuir as filas das agências da Previdência Social e tornar as informações e serviços mais acessíveis ao cidadão.

É possível acessar a ferramenta pela internet, através do computador ou do próprio celular.  Além de obter informações sobre benefícios, é possível dar entrada em algum deles, tirar extratos, entrar com recurso e realizar o cumprimento de exigências, com o envio de documentos necessários para conclusão de um requerimento.

Como funciona?

Para usar a plataforma, o primeiro passo é baixar o aplicativo ou entrar no site. Depois disso, é preciso efetuar um cadastro para poder usar os serviços disponíveis. Sendo assim, depois de efetuar o login, o segurado se depara com uma serie de itens que pode acessar. Entre os serviços em destaque, estão listados por exemplo, os agendamentos e solicitações, pedido de aposentadoria, declaração de atividade, agendamento de perícia e validação para facultativo de baixa renda. Sendo assim, basta selecionar o serviço desejado e seguir as orientações que virão em seguida.

Meu INSS
Meu INSS

- PUBLICIDADE -

Como baixar aplicativo?

O site oficial do Meu INSS é o endereço meu.inss.gov.br, o qual está integrado do portal Gov.br, que reúne os serviços digitais do governo federal. Sendo assim, basta ter um aparelho com internet para acessar essa plataforma. Além disso, também é possível baixar o aplicativo. Para isso, basta entrar na loja de aplicativos de seu celular, pesquisar por “Meu INSS” e clicar em “Instalar”.

Como se cadastrar?

Como dito, a plataforma do Meu INSS está integrada ao portal Gov.br. Ao passo que, basta um único usuário e senha para acessar todos os serviços públicos desse portal. Além de se cadastrar no Gov.br, também é possível obter uma senha provisória através do site de alguns bancos. Veja como fazer a inscrição dessas duas formas.

Cadastro no Gov.br

O portal oferece diferentes formas de cadastro. Dentre elas: validação facial, bancos credenciados, autorização pelo site do Banco do Brasil, certificado digital e número de CPF.

Confira o passo a passo para se cadastrar no Meu INSS através do Gov.br com o número de CPF.

Na tela inicial do site ou aplicativo Meu INSS, clique em “Cadastrar Senha”.

- PUBLICIDADE -

Site do Meu INSS
Site do Meu INSS

Depois, clique em “Crie sua conta gov.br”.

Cadastro Portal Gov.br
Portal Gov.br

Então, nas opções de cadastro, selecione “Número de CPF”.

Portal Gov.br

Depois disso, digite seu CPF, nome completo e clique em “Li e estou de acordo com os Termos de Uso”, após efetuar a leitura, e clique em “Avançar”;

Cadastro Meu INSS

Em seguida, será necessário selecionar as opções corretas sobre seus dados, como data de nascimento, nome da mãe e contribuições previdenciárias. Ao passo que, na próxima etapa, é preciso confirmar e-mail e número do celular. Por fim, a orientação cadastrar a senha, que deve ter no mínimo oito caracteres, depois de digitar clique em “Criar senha”.

- PUBLICIDADE -

Cadastro em bancos

Outra forma de se cadastrar no Meu INSS, é adquirir uma senha provisória no internet banking de seu banco. Veja quais instituições bancárias estão disponíveis e qual o procedimento em cada uma delas:

  • Banco do Brasil: clique em serviços, depois em Previdência Social e então em senha Meu INSS e em NAI;
  • Banese: clique em Internet Banking Banese, depois em Serviços e então em Gerar Senha Meu INSS – NAI;
  • Banrisul: no Menu de Serviços clique em Criar Código INSS;
  • Bradesco: clique em Outros Serviços, depois em Documentos e em INSS – Cadastrar Código Inicial de Acesso ao Portal Meu INSS (NAI);
  • Itaú: itau.com.br: clique em Previdência, depois em INSS e então em Cadastrar senha inicial de acesso ao Portal Meu INSS;
  • Caixa Econômica Federal: em Serviço ao Cidadão, clique em INSS, depois em Gerar Código para Serviço INSS;
  • Santander: em Outros Produtos, clique em Demais Serviços, depois em NAI – Núcleo de Autenticação Interbancária;
  • Sicoob: em Outras opções, clique em Previdência Social, depois em Senha Meu INSS e NAI.

Como entrar no Meu INSS?

Leia também

Saiba consultar o número do benefício do INSS

BPC 2021: veja quem tem direito ao benefício de R$ 1.100

- PUBLICIDADE -

Depois de efetuar o cadastro no Meu INSS, é fácil entrar na plataforma. Basta acessar o site ou aplicativo, na página inicial clicar em “Entrar”, digite o CPF e aperte em “Avançar”. Então, digite sua senha e clique em “Entrar” para acessar o portal e realizar o serviço desejado.

Ademais, em casos de problema de acesso, a recomendação é consultar o FAQ (Dúvidas Frequentes), para obter informações sobre, por exemplo, manutenção da conta e recuperação de senha. Pode-se também tirar dúvidas por telefone, na Central 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Como solicitar benefícios e serviços?

Entre as facilidades que a plataforma oferece está a opção de solicitar benefícios e serviços diretamente pelo Meu INSS. Veja como fazer:

  1. Acesse site ou aplicativo Meu INSS;
  2. Faça login com CPF e senha;
  3. Clique em “Agendamentos/Solicitações”;
  4. Aperte em “Novo requerimento”;
  5. Pesquise e selecione o serviço ou benefício que deseja;
  6. Para cada item é necessário informar dados específicos;
  7. Em seguida, clique em “Atualizar”;
  8. Atualize os dados de contato caso necessário e aperte em ‘Avançar”
  9. Em seguida, selecione as opções referentes a sua solicitação;
  10. Adicione a documentação necessária no item “Anexos”, a qual pode ser por foto do celular ou digitalizada;
  11. Depois selecione uma agência do INSS;
  12. Para finalizar clique em “Avançar” e “Gerar comprovante”.

Após realizar a solicitação, é possível acompanhar o andamento pela plataforma Meu INSS, ou ainda pelo telefone 135. Para entender melhor o processo, assista ao vídeo:

Confira também a lista de alguns serviços que podem ser solicitados diretamente pelo aplicativo, sem a necessidade de comparecer a agência:

  • Aposentadoria por Idade
  • Aposentadoria por tempo de contribuição
  • Salário maternidade
  • Pensão por morte
  • Auxílio-doença
  • Seguro Desemprego do Pescador Artesanal
  • Benefícios Assistenciais
  • Certidão de tempo de contribuição
  • Alterar local ou forma de pagamento
  • Cadastrar ou renovar procuração ou representante legal
  • Solicitar pagamento de benefício não recebido
  • Recurso e revisão

Principais serviços disponíveis no Meu INSS

O Meu INSS oferece mais de 90 serviços para realizar online, dentre eles, os principais são:

Agendamentos/Solicitações: como visto anteriormente, o segurado pode pedir algum benefício ou serviço do INSS, bem como acompanhar o andamento do requerimento;

Pedir aposentadoria: na plataforma, o trabalhador pode pedir sua aposentadoria por tempo de contribuição ou por idade. Bem como, a aposentadoria da pessoa com deficiência;

Simular aposentadoria: na simulação de aposentadoria, ocorre a busca automática de todas as informações do segurado registradas nos sistemas do INSS para calcular o tempo de contribuição. A partir disso, é possível verificar quanto tempo falta para o trabalhador se aposentar;

Extrato de Imposto de Renda: esse extrato é utilizado por beneficiários do INSS que precisam declarar Imposto de Renda (IR).

Declaração de Beneficiário do INSS: essa declaração informa a existência ou não de benefício em seu CPF.

Extrato de Pagamento: é o extrato usado para comprovar que o segurado recebe benefício do INSS, além de mostrar sua renda mensal.

Extrato de Contribuição CNIS: esse outro extrato inclui o histórico de todas as contribuições do trabalhador. Através dele, dá para saber se a empresa está repassando a contribuição e se os recolhimentos estão sendo feitos de maneira correta.

Extrato de Empréstimo: nesse extrato é possível verificar o histórico de créditos consignados realizados com desconto de benefício do INSS.

Resultado de Benefício por Incapacidade: este item informa se o segurado que pediu auxílio-doença ou outro benefício por incapacidade foi considerado capacitado ou não para o trabalho.

Agendar Perícia: permite marcar perícia médica inicial e também de prorrogação do benefício.

Carta de Concessão: trata-se do documento que comunica ao cidadão sobre a concessão do benefício, também informa qual o valor e forma de pagamento.

Consultar Revisão de Benefício – Artigo 29: neste item o segurado consegue saber se está listado para revisão quanto à fórmula de cálculo, que vale para os enquadrados no artigo 29, II da Lei 9876/76.

Encontre uma Agência: esse serviço localiza agência do INSS mais próxima do segurado, através do CEP ou do município.

Declaração de Contribuinte Individual (DRSCI): documento que declara que o contribuinte individual está com situação cadastral regular e com seus recolhimentos em dia.

Atualização de Dados Cadastrais: serviço usado para atualizar dados de contato, como é o caso de endereço, telefone e e-mail.

 

Leia também:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes