Impostos sobre videogames têm redução após decreto de Bolsonaro

Presidente Bolsonaro disse ter ouvido a “molecada” que pediu a redução dos impostos sobre videogames. Com o decreto, Governo Federal espera ter arrecadação de R$ 36 mi em 2021.

Conforme publicado nesta segunda-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro autorizou, por meio de um decreto, a redução dos impostos sobre videogames no país. A medida vale para consoles e acessórios – jogos não entram no decreto.

O benefício do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) entra em vigor imediatamente. Segundo o texto “a medida incentivará o desenvolvimento do segmento no País, ramo do setor de entretenimento que mais cresce no mundo“.

Impostos sobre videogame têm redução imediata

Com a determinação do governo, os produtos ficam com os seguintes decréscimos:

* Consoles e máquinas de jogos de vídeo, de 40% para 30%;

* Partes e acessórios dos consoles e das máquinas de jogos de vídeo, cujas imagens são reproduzidas numa tela, de 32% para 22%; e

* Máquinas de jogos de vídeo com tela incorporada, portáteis ou não, e suas partes, de 16% para 6%.

Presidente ouviu a “molecada”

Segundo dados do governo federal, a arrecadação com a redução dos impostos sobre videogames deve ser de R$ 2,7 milhões por mês em 2020, R$ 36 milhões em 2021 e R$ 39 milhões em 2022. Há duas semanas, o presidente disse que estava ouvindo a ‘molecada’ na questão de impostos sobre videogames. “A garotada ano passado começou a reclamar do preço de jogos eletrônicos e conseguimos passar o maior degrau de 50% a 40%. A molecada voltou a chiar, com razão, e já conversei com o Paulo Guedes (…) e agora vamos passar de 40% para 30%”, disse o presidente durante a sua live semanal.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.