Revisões e benefícios atrasados do INSS: justiça libera R$1 bilhão

Para saber o dia em que as contas serão liberadas para saque é necessário fazer uma consulta dos RPVs no site do tribunal regional

O Conselho da Justiça Federal (CJF) liberou o montante de R$1.249.153.890,64 para pagar requisições de pequeno valor (RPVs), autuadas em novembro de 2020. A maior parte do dinheiro vai para cidadãos que ganharam ações judiciais de revisões e benefícios atrasados do INSS, como aposentadorias, auxílio doença, pensões e outros.

Nota-se que RPV trata-se do termo para ordem judicial para que órgãos do governo federal paguem dívidas após passar por derrota na Justiça. Esses valores são liberados a cada mês. O valor pago no RPV não pode passar de 60 salários mínimos.

Ademais, as dívidas relacionadas à Previdência Social que serão pagas esse mês estão próximas de 80% do total de R$ 1,2 bilhão do atual lote de requisições.

Tribunais Regionais Federais

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Sendo assim, o CJF repassou o dinheiro para os Tribunais Regionais Federais (TRFs). Os quais serão responsáveis por depositar os pagamentos de revisões e benefícios atrasados do INSS na conta dos segurados.

Então, cabe a cada TRF definir os cronogramas próprios para creditar os valores devidos. Para saber o dia em que as contas serão liberadas para saque é necessário fazer uma consulta dos RPVs no site do tribunal regional em questão.

Confira quais são os TRFs e os estados em que atuam:

  • TRF da 1ª Região: tem sede no DF, e jurisdição no DF, MG, GO, TO, MT, BA, PI, MA, PA, AM, AC, RR, RO e AP
  • TRF da 2ª Região tem sede no RJ, e jurisdição no RJ e ES
  • TRF da 3ª Região tem sede em SP, e jurisdição em SP e MS
  • TRF da 4ª Região tem sede no RS, e jurisdição no RS, PR e SC
  • TRF da 5ª Região tem sede em PE, e jurisdição em PE, CE, AL, SE, RN e PB

Como fazer a consulta de revisões e benefícios atrasados do INSS?

Como dito, para consultar o pagamento de revisões e benefícios atrasados do INSS é preciso acessar o site do TRF da região do segurado. Por exemplo, quem fez o processo em São Paulo deve acessar o site do TRF-3.

A orientação é procurar por “requisições de pagamentos” e informar o número do CPF. Em seguida, será possível visualizar uma página com as informações do atrasado.

 

Leia também:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes