Nova tabela INSS 2022: possíveis alíquotas e parcela a deduzir

Para cada faixa de salário bruto deve ser aplicada uma alíquota e sua respectiva dedução para saber qual é o valor pago mensalmente à Previdência Social

Diante do reajuste do salário-mínimo os benefícios que são pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), assim como a contribuição mensal também serão alterados. Portanto, os trabalhadores devem acompanhar a tabela INSS 2022 dedução.

Nela constam todas as alíquotas que precisam ser aplicadas ao salário dos trabalhadores para definir qual será o valor referente às contribuições para a Previdência Social, que são fundamentais e garantem o recebimento de benefícios como aposentadoria ou auxílios em caso de acidente no trabalho, por exemplo.

O Ministério do Trabalho e Previdência e o INSS ainda precisam fazer a atualização oficial destes reajustes, mas já te adiantamos como ficaram as alíquotas e como calcular o desconto do INSS em 2022 com base nas atualizações feitas nos anos anteriores.


Tabela INSS 2022

Anualmente é divulgada a tabela INSS que estabelece quais são as alíquotas aplicadas em quatro faixas de salário bruto dos empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos. Para 2022, levando em consideração o reajuste do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em 10,16% que foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) para 2022, a alíquota mais baixa será voltada para aqueles que possuem o direito de receber o piso nacional vigente que é de R$ 1.212 reais. 

Neste caso, a contribuição mensal deve ser de 7,5% assim como nos anos anteriores. Por sua vez, quem recebe salários que variam entre R$1.212,01 até R$2.427,79 precisarão calcular o desconto do INSS pela alíquota de contribuição que ficará em 9%.

Da mesma forma, quem recebe salário entre R$2.427,80 até R$3.641,69 precisa utilizar a alíquota de 12,00% para fazer suas contribuições em 2022. Aqueles que possuem remunerações que ficam entre R$3.641,70 até o teto do INSS que este ano é de R$7.088,50 deve calcular o desconto mensal pela alíquota de 14%.


Essas alíquotas também mudam para as pessoas que são contribuintes individuais e facultativos, que passam a fazer contribuições que variam entre 7,5% e 22%. Com o aumento do salário mínimo para R$ 1.212 as contribuições mensais dos microempreendedores individuais (MEI) também serão reajustadas. Esse desconto é fixo e corresponde a 5% do salário-mínimo.

Para a atualização, o portal do Simples Nacional informou que o Programa Gerador de Documento de Arrecadação do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (PGMEI) segue indisponível para a emissão das guias de pagamento até que seja ajustado para o cálculo do INSS com base no novo valor do salário mínimo.

Dedução do INSS, o que significa?

A dedução é utilizada para saber quanto o trabalhador deve pagar para a Previdência Social de uma maneira mais fácil. Nessa forma de cálculo, é preciso multiplicar o salário pela alíquota e subtraindo uma parcela a deduzir assim como fazemos para descobrir o desconto do Imposto de Renda dos segurados.

Para isso, é necessário saber receber mais de um salário-mínimo para que esse desconto seja feito. Como a  tabela INSS 2022 ainda não está disponível, a previsão com base no valor mínimo e máximo que será pago pelo INSS, conforme a atualização do IBGE é de que a dedução seja aplicada nas faixas salariais com deduções que variam entre  R$ 18,18 e R$ 163,82 a serem confirmadas pelo governo. 

Como calcular INSS 2022 com dedução?

Com a reforma da previdência em 2019, as taxas do INSS passaram a ser progressivas, desta forma, quanto maior for o salário bruto do contribuinte, maior será o percentual de contribuição. Então, agora que vimos quais alíquotas poderão vigorar na tabela INSS 2022, a dedução é encontrada através da seguinte fórmula:

Salário Bruto x Alíquota % – Parcela a Deduzir = Valor da Contribuição ao INSS.


Para facilitar o cálculo, como exemplo podemos citar um cidadão que possui salário bruto de R$ 3.000. Sobre ele incide a alíquota de 12%, conforme demonstra a tabela INSS 2022 e a dedução de 91,01.

Assim, o cálculo precisa ser realizado da seguinte maneira para saber qual a parcela a deduzir: multiplique o salário bruto que, neste caso, é de 3.000 pela alíquota de 12% e encontre 360 como resultado. Pegue esse valor e subtraia a dedução que, neste exemplo, é de 91,01. Desta forma, a quantia que o cidadão deve contribuir para o INSS em 2022 será de 268,99.

Vale lembrar que, como esses descontos são aplicados para valores acima de um salário-mínimo, a dedução começa a ser feita somente a partir de 1º de fevereiro que é quando se inicia o calendário de pagamentos do INSS. Acompanhe as datas:

01 de fevereiro – depósito para benefício final 1 e 6;

02 de fevereiro – depósito para benefício final 2 e 7;

03 de fevereiro – depósito para benefício final 3 e 8;

04 de fevereiro – depósito para benefício final 4 e 9;

07 de fevereiro – depósito para benefício final 5 e 0;

+ Veja como consultar o pagamento do INSS pela internet

Você pode gostar também