Economia# Proposta de reforma tributária é entregue ao Congresso

Texto prevê apenas unificação de PIS e Cofins, sem incluir tributos locais nem ceder receita a estados e municípios. Outras mudanças anunciadas ficarão para ‘segunda fase’.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve entregar ao Congresso Nacional nesta terça-feira (21), a primeira parte da proposta de reforma tributária. O texto prevê apenas unificação de PIS e Cofins, sem incluir tributos locais nem ceder receita a estados e municípios. Com informações da Agência Brasil.

O que prevê a proposta de reforma tributária?

A PL deve prever a unificação do PIS e da Cofins, com a criação de um imposto sobre bens e serviços, com alíquota de 12%. A proposição não reduz a carga tributária, mas simplifica a cobrança. Já a criação da “nova CPMF“, que tem causado polêmica, não foi incluída nessa discussão e deve ficar para a segunda fase do debate no Legislativo.

O IVA dual prevê a unificação de diversos tributos em dois impostos: um federal e outro regional. Em tese, tributos como o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) poderiam ser unificados, mas o ministro explicou que, no nível federal, o IVA fundirá o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição sobre o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Proposta de reforma tributária

No início do ano, o Congresso criou uma comissão mista especial para fundir duas propostas de reforma tributária da Câmara e do Senado sobre o tema. Contudo, a pandemia do novo coronavírus adiou os trabalhos. O Ministério da Economia apresentaria uma emenda, por meio de um deputado da base aliada, para incluir as sugestões do governo ao texto.

O texto de proposta de Reforma Tributária é defendido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele argumenta que a reforma é o caminho para a retomada do crescimento do país no período pós-pandemia do novo coronavírus (covid-19). Para ele, a matéria, se aprovada, vai ajudar a melhorar o ambiente de negócios no Brasil.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes