Prova de vida INSS tem novas regras: entenda o que mudou para 2022

Agora, até o comprovante de vacinação será utilizado na prova de vida. 

Os beneficiários da previdência não precisam mais ir até agências bancárias para fazer a comprovação de vida anual. A partir de 2022, a prova de vida INSS tem novas regras, conforme portaria PRES/INSS nº 1.408, publica na quinta-feira, dia 3 de fevereiro. 

Agora, até o comprovante de vacinação será utilizado na prova de vida. 

Prova de vida INSS tem novas regras em 2022

Com as novas regras da prova de vida do INSS 2022, os segurados não precisarão sair de casa para fazer a comprovação obrigatória. A partir de agora, a responsabilidade da comprovação é do INSS, que fará cruzamento das informações do segurado utilizando bases de dados do governos federal, estadual e municipal, além das instituições privadas, nos últimos dez meses. 

Para a comprovação de que os segurados estão vivos, o INSS levará em consideração os dados registrados por meio de serviços como vacinação, consultas no SUS (Sistema Único de Saúde), emissão ou renovação de passaporte, assim como a emissão ou pedido de segunda via da carteira de identidade.

Se nenhum desses procedimentos forem realizados dentro de dez meses e o INSS não encontrar dados para fazer a atualização, o beneficiário então será notificado sobre a necessidade da realização da prova de vida presencial.

Antes, os cidadãos eram obrigados a ir até uma das agências do banco que é responsável pelo pagamento do benefício no mês de aniversário do segurado e solicitar o procedimento, conforme os prazos estabelecidos pelo INSS.   Ou seja, a realização da prova de vida vai continuar sendo feita de forma presencial nos bancos, mas será apenas opcional.

As novas regras da prova de vida já estão valendo e se estendem a todos que fazem aniversário em data posterior à publicação da portaria. Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, o INSS tem até o dia 31 de dezembro para implementar as mudanças que foram estabelecidas pela Portaria.

Novos métodos de comprovante da prova de vida em 2022:

– acesso ao aplicativo Meu INSS;
– vacinação;
– realização de empréstimo consignado, efetuado por reconhecimento biométrico;
– atendimento presencial nas agências do INSS
– perícia médica por telemedicina ou presencial
– emissão/renovação de documentos como passaporte, carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho e alistamento militar ;
– recebimento do pagamento de benefício com reconhecimento biométrico;
– declaração de Imposto de Renda como titular ou dependente;
– atualizações no Cadastro Único;
– votação nas eleições.

Prova de vida do INSS está suspensa?

Com a mudança das regras da Prova de Vida em 2022, está suspenso o bloqueio dos pagamentos de benefícios pela falta da comprovação de vida. Mesmo assim, os segurados que ainda não fizeram o procedimento em 2021 podem fazer o procedimento de forma voluntária para regularizar a situação.

Quem não quer sair de casa pode fazer essa comprovação, a alternativa é utilizar aplicativos dos bancos que pagam o benefício, como o Banco do Brasil. Através do menu “serviços” do app , a instituição oferece a opção “INSS” e “Prova de vida INSS”.

Por sua vez, os cidadãos que possuem mais de 80 anos e aqueles que possuem dificuldade de locomoção, também podem fazer a comprovação de vida por meio  de atendimento domiciliar. Basta solicitar a visita do servidor do INSS, por meio da Central Telefônica 135 ou no aplicativo Meu INSS. 

Prova de vida inss
Prova de vida do inss será automatizada – foto: reprodução/governo federal

Quem precisa fazer a prova de vida?

A prova de vida deve ser feita por pessoas que recebem pagamentos mensais do INSS por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético. Então, se você recebe alguns dos seguintes benefícios assistenciais ou previdenciários, é preciso fazer a prova de vida em 2022:  todos os tipos de aposentadorias; auxílios-doença; BPC (benefício de prestação continuada); e pensão por morte.

Atualmente, cerca de 36 milhões de pessoas precisam fazer essa comprovação, conforme informações do governo. Esse procedimento tem como objetivo evitar fraudes e garantir a continuidade do pagamento de forma correta ao cidadão que precisa do amparo da Previdência Social. 

LEIA MAIS

Como fica o teto do INSS para 2022 e qual o valor?

Você pode gostar também