Renda Cidadã pode ser lançado após as eleições municipais

O programa social será lançado após as eleições municipais. O Renda Cidadã será a continuidade do auxílio emergencial em 2021.

O lançamento do Renda Cidadã deve acontecer ainda esse ano, após as eleições municipais 2020. Também, será acima de R$ 300.  A falta de consenso entre os parlamentares, principalmente entre o Ministério da Economia e o Congresso Nacional, também é a  discussão sobre o lançamento do Renda Cidadã.

O que é Renda Cidadã?

O Renda Cidadã é o programa social que vai substituir o Bolsa Família. Sendo assim, o programa é para pessoas de baixa renda e será como uma continuidade do auxílio emergencial, que acaba em dezembro de 2020.

O relator da Lei Orçamentária de 2021 com a proposta do Renda Cidadã, senador Márcio Bittar (MDB-AC) defende que o novo projeto social atenderá cerca de 10 milhões de pessoas a mais que o Bolsa Família. Sendo assim, 15,2 milhões de brasileiros serão beneficados.

Contudo, o programa ainda gera discussões entre parlamentares. “[O Renda Brasil] tem de ser financiado por uma receita permanente, não por um puxadinho, mas por um ajuste [em gastos obrigatórios]”, declarou o Ministro da Economia, Paulo Guedes. E, acrescentou que “não estamos nos desviando dos nossos programas”, em coletiva de imprensa, no dia 02 de outubro.

Portanto, a divulgação do Renda Cidadã também necessita do encaminhamento e, consequente aprovação, de Reformas como a Administrativa e a Tributária. Mesmo assim, no projeto orçamentário de 2021, há a previsão de um aumento de R$ 5,37 bilhões para o Bolsa Família em comparação ao orçamento de 2020.

Adiamento do lançamento do Renda Cidadã

O lançamento do Renda Cidadã  teve o adiamento com a justificativa de interferência nas eleições municipais de 2020. O ministro da Economia, Paulo Guedes, justificou os adiamentos do Renda Cidadã: “quem dá o timing é a política”. E continuou,  “Agora, cê tá numa temporada política. A 40, 50 dias da eleição, você falar que o Renda Brasil vai ser R$ 300: ‘Não, não dá, é dinheiro demais’. Ah, então vai ser R$ 190: ‘Ah, não pode, lá embaixo também, assim não dá’, e continuou.

Financiamento

A fonte de recursos para financiar o Renda Cidadã é um amplamente discutida. Entre as alternativas são a utilização da verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e de recursos destinados ao pagamento de precatórios, como por exemplo, as indenizações do poder público à pessoa física ou jurídica em processo judicial.

Além disso, a eliminação da declaração simplicada do Imposto de Renda também pode ser uma fonte de financiamento.

 

Renda Cidadã X Renda Brasil

O Renda Cidadã é um programa transitório entre o Bolsa Família e a Renda Brasil. Sendo assim, o programa é um Bolsa Família melhorado até a total implementação do Renda Brasil.

Já o Renda Brasil é um pacote de medidas sociais. Dessa forma, é uma reformulação de 27 programas previsto para implementação somente em 2022, ou seja, parte da campanha de reeleição de Jair Bolsonaro (sem partido).

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.