Saiba quais são as 5 marcas mais valiosas do mundo em 2020

Não é muito difícil pensar no nome de uma empresa que domina o mundo. Apple, Microsoft e Amazon são algumas das marcas mais valiosas que sempre estão nos noticiários ou na boca das pessoas.

Não é muito difícil pensar no nome de uma empresa que domina o mundo. Apple, Microsoft e Amazon são algumas das marcas mais valiosas que sempre estão nos noticiários ou na boca das pessoas. Um dos principais indicadores desse sucesso é uma lista anual divulgada pela cultuada revista Forbes. 

A lista deste ano já foi publicada e ela apresenta um Top 5 inalterado em relação ao ano passado. Outro fato interessante é que todos os principais nomes continuam sendo do ramo de tecnologia.

Confira abaixo quais são as cinco marcas mais valiosas deste ano e quais critérios a Forbes utilizou para compilar a lista:

Apple – a marca mais valiosa

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Logo da Apple, marca mais valiosa segundo a Forbes
Segundo a revista Forbes, a Apple é a marca mais valiosa. Fonte: Apple

Com um valor avaliado em US$ 241,2 bilhões, a Apple conseguiu manter-se na primeira colocação da lista de marcas mais valiosas. Segundo a companhia, o aumento de seu lucro no primeiro trimestre veio como resultado de “forte demanda” pelos aparelhos Iphone 11 e Iphone 11 Pro. Outro fator positivo foi a quebra de recordes na divisão de Serviços e Usáveis. Desde o ano passado, o valor da marca aumentou 17%. 

Valor líquido: US$ 241,2 bilhões | Variação do valor em um ano: 17% | Receita: US$ 260,2 bilhões

Google – Marcas mais valiosas

Logo da marca Google
Controlada pela empresa Aphabet, a Google é avaliada em US$207,5 bilhões. Fonte: Google

Controlada pela empresa Alphabet, a ferramenta de buscas online apresentou um aumento de 24% em relação ao ano passado. Apesar ser avaliada em US$207,5 bilhões, a marca preocupa-se com o cenário dos próximos meses. Segundo a empresa detentora do Google, o segmento da publicidade é o que mais já sentiu os impactos causados pela pandemia do coronavírus. Durante o primeiro trimestre, a Alphabet faturou US$ 41,2 bilhões, mas esse é um resultado considerado fraco pela empresa que possui sua principal marca em segundo lugar na lista da Forbes.

Valor líquido: US$ 207,5 bilhões | Variação do valor em um ano: 24% | Receita: US$ 145,6 bilhões

Microsoft

Logo da Microsoft
Além de ser uma das marcas mais valiosas, a Microsoft é uma das empresas mais protegidas contra crises. Fonte: Microsoft

A Microsoft está em terceiro lugar na lista. Ela tem um valor avaliado pela Forbes em US$ 162,9 bilhões e é considerada a marca mais protegida contra crises (pelo fato de diversificar seu negócio em três divisões). Durante o primeiro trimestre deste ano, a empresa registrou US$ 10,75 bilhões em lucro líquido e foi pouco afetada pela pandemia. Segundo documento enviado aos acionistas, a alta no seu lucro líquido foi puxada pelo aumento no seu setor de produtos para escritório e nuvem.  

Valor líquido: US$ 162,9 bilhões | Variação do valor em um ano: 30% | Receita: US$ 125,8 bilhões

Amazon

Logo da Amazon. uma das marcas mais valiosas
Inesperadamente, a Amazon teve seus lucros incentivados pela pandemia. Fonte: Amazon

Avaliada em US$ 134,5 bilhões, a empresa criada por Jeff Bezos teve seus resultados incentivados pelas tendências do consumidor durante a pandemia. Com o intuito de encontrar alternativas para o fechamento do comércio presencial, muitas pessoas optaram pela Amazon na hora de efetuar suas compras online. Mesmo com um gasto exuberante de US$ 4 bilhões no segundo trimestre, os resultados inesperadamente superaram as expectativas.

Sobre seus lucros, o criador da Amazon disse: Este foi outro trimestre altamente incomum, e eu não poderia estar mais orgulhoso e agradecido aos nossos funcionários em todo o mundo”

Valor líquido: US$ 134,5 bilhões | Variação do valor em um ano: 40% | Receita: US$ 260,5 bilhões

Facebook

Logo da empresa Facebook, que perdeu o maior valor entre as listas da Forbes de 2019 e 2020
Segundo o levantamento da Forbes, a marca Facebook ainda é uma das mais valiosas, mas foi a empresa que mais perdeu valor desde 2019. Fonte: Facebook

Segundo o levantamento anual da Forbes, o Facebook foi a empresa que mais perdeu valor entre 2019 e 2020. Além disso, a marca que gera 98% de sua receita com anúncios está sofrendo com um boicote. Muitos de seus anunciantes retiraram sua publicidade da plataforma de Mark Zuckerberg para pressioná-lo a alterar as políticas da rede social com relação a posts e comentários com discurso de ódio. A campanha chegou a desvalorizar a empresa em 8% durante apenas um dia. Certamente, este será um dos anos mais difíceis para o Facebook, mas a rede social ainda é uma das marcas mais valiosas

Valor líquido: US$ 70,3 bilhões | Variação do valor em um ano: -21% | Receita: US$ 49,7 bilhões

Como a Forbes encontra as empresas mais valiosas?

A metodologia para encontrar as marcas mais valiosas é complexa e avalia diversos âmbitos, mas não é impossível de entender. Em primeiro lugar, a Forbes levanta qual a receita e os ganhos da empresa nos três exercícios fiscais anteriores ao ano analisado (ou seja, 2017, 2018 e 2019). Feito esse levantamento, a revista parte para uma análise de juros e impostos pagos. 

Após o levantamento do número líquido dos ganhos da marca, é aplicado “o múltiplo preço/lucro médio nos últimos três anos” para chegar ao valor final da marca. Para ler a lista completa [em inglês], clique aqui.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes